Episodes

Flexitarianismo  

Adotei uma dieta vegetariana várias vezes na vida, muitas vezes por longos períodos (5, 7, 10 anos), mas sempre voltei a consumir carnes, peixes e ovos. Mesmo assim, mesmo quando volto a ingerir alimentos de origem animal meu consumo é muito baixo. Atualmente estou reduzindo novamente o consumo de carnes mas ainda estou com uma dieta flexitariana. Você sabe o que é isso? Atendendo ao pedido de uma ouvinte, esclareço no podcast de hoje:

Trabalho citado (Predimed study):

http://predimed.onmedic.net/LinkClick.aspx?fileticket=PPjQkaJqs20%3D&tabid=574

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24871477

Para não perder nenhum episódio assine o podcast NutriYoga no iTunes.

Ou se quiser ouvir os episódios antigos em seu computador clique aqui.

Chá emagrece?  

Vivo recebendo essa pergunta. Respondendo coletivamente:

Saiba mais sobre os alimentos em meu curso online, disponível com desconto exclusivo aqui pelo site.

Por que as mulheres tendem a ganhar peso na menopausa?  

Respondendo a pergunta deixada pela Dirce lá no meu canal do YouTube:

Mais dicas sobre alimentação em meus cursos online.

Chá é caro?  

Respondendo a mais uma pergunta deixada no YouTube. Quer que eu esclareça a sua dúvida? Deixe um comentário!

Saiba mais sobre os alimentos em meu curso online, disponível com desconto exclusivo aqui pelo site.

Você se conhece e confia em você mesmo?  

Você tem essa confiança em você mesmo?

Como você se vê? Você confia em você? Você se ama e busca se melhorar a cada dia? Como faz isso?

O autoconhecimento vai sendo adquirido ao longo da vida, de forma não sistematizada, por meio das experiências e também em processos de coaching, em terapias, na meditação. 

Conhecer os próprios valores, achar um propósito para vida e traçar objetivos e metas alinhados com estas questões faz com que sua autoconfiança e autoestima aumentem.

Algumas pessoas também escrevem diariamente, sobre acontecimentos, pensamentos, sentimentos, ações, sonhos, objetivos. A escrita e releitura facilita o realinhamento da vida, a tomada de novas decisões, a correção do rumo. A escrita pode ser bastante esclarecedora e transformadora. 

Que estratégias foram as mais cruciais em seu processo de autoconhecimento? Falo um pouco de meu percurso no vídeo:

 

"Gosto da proposta da alimentação consciente, mas tenho medo de sair da dieta e engordar"  

Nas últimas semanas publiquei vários vídeos sobre alimentação consciente no YouTube e recebi uma série de questionamentos dobre a implementação da mesma. O medo de ganhar peso ao deixar de contar calorias é uma grande preocupação. Mas pense: você nasceu se alimentando de forma completamente intuitiva: mamava quando tinha fome e parava naturalmente de mamar quando estava satisfeito. E mais, nos outros momentos você deixava sua criatividade fluir, explorava o ambiente. Não passava o dia pensando em comida.

Aliás, o e emagrecimento não é o foco principal da Alimentação Consciente. O objetivo é fornecer ao corpo o que ele precisa, na quantidade em que ele precisa e no momento em que ele precisa. É sobre ser gentil consigo mesmo. É sobre se olhar como alguém completo e não apenas como um corpo que precisa ser domado.

Possuo dois cursos online que trabalham a alimentação de uma forma mais amorosa, humana, sem neuras. O primeiro é sobre técnicas de alimentação consciente, meditação e yoga no tratamento da compulsão alimentar. O segundo utiliza-se de técnicas de reprogramação emocional para o emagrecimento natural, sem dietas, nem contagem de calorias.

O que é uma vida boa para você?  

Você está acordado ou dormindo para seus sonhos? Já passamos do meio do ano. Você conseguiu realizar sua lista de resoluções de ano novo? Ainda há tempo. Mas primeiro você precisa acreditar em você, que você possui os recursos necessários para chegar onde quer.

Pense na sua vida atual, no estágio da vida em que se encontra. Você está satisfeito ou não? Se não, está acomodado, dando desculpas para não mudar, para não fazer coisas diferentes? Tem medo de dar um passo diferente daqueles que vem dando até então? Por quê? O que este medo está te dizendo? Como ele está te favorecendo ou desfavorecendo?

Eu também já tive medo por isso, mas no dia em que resolvi retomar o controle de todos os aspectos de minha vida, tudo melhorou. Saiba mais no vídeo:

Ser adulto não é fácil, é se autorresponsabilizar pela vida e por seus resultados, é saber priorizar, dizer não ao que não vale a pena (mesmo que pareça prazeroso), para alcançar o que vale muito a pena. Ferramentas de autocoaching podem ser aprendidas por qualquer pessoa que deseje seguir o caminho do autoaperfeiçoamento e encontrar o verdadeiro propósito.

Comece agora!
Como ganhar peso de forma saudável?  

A Sueli Gioli me enviou uma mensagem pelo YouTube solicitando um vídeo sobre o ganho de peso. Consegui fazer isso hoje e compartilho com todos:

Saiba mais no curso online "Alimentação para o ganho de massa magra". 

Tem alguma dúvida? Deixe seu recado que tentarei responder assim que possível.

O café aumenta ou diminui a produtividade?  

Participação no canal do YouTube do Vlad.

Como reduzir o arsênico do arroz?  

O arsênico é um metal pesado presente no solo, ar e água poluídos, e em agrotóxicos. A ingestão excessiva pode gerar a longo prazo problemas de saúde incluindo certos tipos de câncer, doenças cardíacas, diabetes, além de afetar negativamente a função cerebral. Piora da memória,  dificuldade de concentração, aprendizagem e redução da competência social podem ser consequência da intoxicação por arsênico. Arroz, peixes de água salgado, frango, cerveja e vinho estão entre os alimentos com maior teor de arsênico. Neste vídeo discuto estratégias para reduzir o teor de arsênico do arroz. 

Para não perder nenhuma notícia assine a newsletter, preenchendo o formulário à direita.

Vigorexia ou dismorfia muscular  

Esta semana comecei a divulgar a série sobre Transtorno Dismórfico Corporal no YouTube. Neste episódio (também disponível em formato de podcast) falo da vigorexia, bigorexia,  síndrome de Adônis ou transtorno dismórfico muscular, uma doença psicológica caracterizada por uma insatisfação constante com o corpo. Pode-se dividir o transtorno em dois grupos de acordo com seus principais sintomas: - Treinamento excessivo (principalmente musculação), muitas vezes acompanhado do uso de anabolizantes; - Obsessão pela aparência e insatisfação persistente com a forma e tamanho do corpo. Assim como outras atividades prazerosas, a musculação pode também se tornar uma vício que afeta principalmente os homens. Para saber mais assine também o canal do youtube: http://www.andreiatorres.com.br/youtube  

A grande culpada pela obesidade no mundo: a indústria de alimentos ultraprocessados  

Alimentos ultraprocessados são formulações criadas pela moderna indústria de alimentos, com pouco ou nenhum alimento fresco e grandes quantidades de óleo, sal e açúcar, além de muitas outras substâncias. São exemplos de alimentos ultraprocessados: refrigerantes, biscoitos e salgadinhos de pacote, gelatinas industrializadas, refrescos em pó, temperos prontos, margarinas, iogurtes industrializados, queijinhos petit suisse, macarrão instantâneo, sorvetes, biscoitos recheados, achocolatados e outras guloseimas.

Aos alimentos ultraprocessados podem ser adicionados amidos modificados, isolados de proteínas, soro de leite, gordura hidrogenada, açúcar, óleo, sal e todo o grupo dos aditivos químicos, como conservantes, acidulantes, corantes, espessantes, estabilizantes, adoçantes. Os aditivos usados nos alimentos ultraprocessados têm como função prolongar duração dos produtos e torná-los tão ou mais atraentes do que os alimentos verdadeiros e naturais.

Mas além de um perfil nutricional desequilibrado, os processos e os ingredientes utilizados no ultraprocessamento atrapalham o controle natural da fome e saciedade, fazendo com que as pessoas desenvolvam compulsão e gerando ganho de peso. Estes alimentos também tem uma digestão muito fácil, contém pouca ou nenhuma fibra alimentar, são absorvidos muito rapidamente, estimulam muito a insulina, o estoque de gordura e geram hipoglicemia de rebote, aumentando a fome. Fora isso, os alimentos ultraprocessados são produzidos para serem "irresistíveis". De fato, pra muita gente é quase impossível comer um só e isso inclusive é dito, na maior cara de pau, na propaganda desses produtos.

E  não é só isso! O ultraprocessamento dos alimentos é muito ruim para o meio ambiente, pois gera uma grande quantidade de resíduos sólidos e requer maior consumo de água e de energia em comparação aos alimentos minimamente processados. Também representa risco à diversidade de espécies. Como a lógica da indústria é reduzir custos, compram apenas um tipo de laranja, um tipo de milho ou de soja. É muita coisa pra gente pensar.

Fique ligado no blog. Assine a newsletter e não perca nenhuma notícia!

Trabalho com consultorias, treinamentos e cursos online. Saiba mais aqui.

Para os que desejam emagrecer sugiro a consultoria ou a combinação dos seguintes cursos: autocoaching com os cursos de reprogramação emocional e alimentação consciente.

Como fazer da atividade física um hábito?  

Sempre fiz atividade física. Na infância meus pais me botaram no ballet, natação, ginástica olímpica. Corria na rua, jogava bola, queimada, pique-pega, andava de bicicleta, skate, patins.

Na adolescência fiz ginástica localizada, escalada, karatê, aikidô. Por volta dos 15 anos também desenvolvi o hábito de fazer longas caminhadas. Por volta dos 27 anos comecei a correr. Pensei que nunca ia conseguir correr na vida mas acabei participando de muitas corridas de rua. Até 2006, quando me senti mal após terminar a São Silvestre. Por conta de arritmias severas parei de correr e voltei a caminhar e praticar yoga, hábitos que mantenho até hoje. Quando preciso de variedade intercalo com pilates, natação ou musculação.

Qualquer atividade física que você possa escolher trará benefícios ao seu corpo e à sua mente. A circulação melhora, fazendo com que mais sangue e oxigênio cheguem às células. Com isso, até o número de conexões no cérebro tende a aumentar. Se você não tem o  hábito de se exercitar frequentemente só há um jeito de adquirí-lo: começando a se  movimentar. Faça um pouquinho de exercício por dia. É como escovar os dentes: a repetição forma o hábito. 

Tem gente que não consegue se automotivar para começar. Neste caso recomendo buscar aliados. Pode ser um amigo animado, pode ser um personal trainer ou um grupo que treina junto no parque. Ter uma rede de apoio aumenta as chances de você cumprir sua rotina de exercícios. O contágio social funciona. Sabe quando uma pessoa dá uma gargalhada gostosa e você sem saber a piada ri também? Ou quando alguém boceja ao seu lado e quando você percebe está bocejando também? Nossos neurônios espelhos imitam comportamentos. Se você estiver com alguém que se comporta da forma que você admira, acabará imitando-o, o que facilita o estabelecimento de bons hábitos. Se o seu grupo for divertido, melhor ainda pois o bem-estar adicional aumentará sua motivação. Pra quem ter filhos isso é super importante. Quem não quer que os filhos adotem bons hábitos de saúde e sintam-se bem?

Meus cursos sobre emagrecimento e alimentação consciente trabalham com práticas de yoga e práticas meditativas. Caso queira atuar nesta área dê uma olhada na formação internacional em práticas alternativas e complementares com ênfase em Yoga, Ayurveda e meditação. Novidade: estágio opcional em Portugal em 2018!

Benefícios do consumo de cebolas  

As cebolas são cultivadas há pelo menos 4.000 anos na Ásia Central. Foram trazidas ao Brasil pelos colonizadores portugueses e se incorporaram rapidamente à nossa culinária dando mais sabor a vários pratos. As cebolas também geram efeitos benéficos na saúde. Saiba mais no vídeo:

Saiba mais sobre os alimentos e suas propriedades no curso online.

Propriedades do alho  

Se quiser conhecer mais sobre as propriedades dos alimentos funcionais acesse o curso online. O mesmo é perfeito para os que querem aprender mais sobre as propriedades dos alimentos e o impacto dos mesmos na saúde e na prevenção de doenças.

Conheça mais sobre soja, tomate, berinjela, brócolis, mel, açafrão, chá verde, maçã, mirtilo, açaí, dentre tantos outros alimentos. Conversaremos também sobre nutrientes e não nutrientes que podem ser destacados nos rótulos dos alimentos por seu potencial benefício à saúde, incluindo ácidos graxos, carotenóides, fibras e probióticos.

COMPRE AQUI
O que é que a banana tem?  

A banana é uma fruta muito gostosa, quase unanimidade. Mas quais são suas propriedades? Ouça o podcast ou assista o vídeo:

Se quiser conhecer mais sobre as propriedades dos alimentos faça o curso online Alimentos Funcionais. O mesmo é perfeito para os que querem aprender mais sobre as propriedades dos alimentos e o impacto dos mesmos na saúde e na prevenção de doenças.

Conheça mais sobre soja, tomate, berinjela, brócolis, mel, açafrão, chá verde, maçã, mirtilo, açaí, dentre tantos outros alimentos. Conversaremos também sobre nutrientes e não nutrientes que podem ser destacados nos rótulos dos alimentos por seu potencial benefício à saúde, incluindo ácidos graxos, carotenóides, fibras e probióticos.

Assista outros vídeos em meu canal do YouTube.

Benefícios do Kiwi para a saúde  

O kiwi é uma fruta cítrica e refrescante. Mas quais são seus benefícios para a saúde? Aprenda mais no vídeo:

Se quiser conhecer mais sobre as propriedades dos alimentos faça o curso online Alimentos Funcionais. O mesmo é perfeito para os que querem aprender mais sobre as propriedades dos alimentos e o impacto dos mesmos na saúde e na prevenção de doenças.

Conheça mais sobre soja, tomate, berinjela, brócolis, mel, açafrão, chá verde, maçã, mirtilo, açaí, dentre tantos outros alimentos. Conversaremos também sobre nutrientes e não nutrientes que podem ser destacados nos rótulos dos alimentos por seu potencial benefício à saúde, incluindo ácidos graxos, carotenóides, fibras e probióticos.

Yoga e meditação são reconhecidos dentro da Política de Práticas Integrativas de Saúde  

A portaria ministerial n.849 foi publicada hoje e inclui Yoga, Meditação e Ayurveda à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares.

O que são Práticas Integrativas e Complementares?

São um grupo de diversos sistemas de cuidado à saúde, diferentes daqueles tradicionais. A Organização Mundial da Saúde utiliza o termo Medicina Complementar e Alternativa para definir o conjunto de práticas e ações terapêuticas que não estão presentes na biomedicina. Na literatura, encontram-se diferentes denominações para as práticas terapêuticas, entretanto, no Brasil, usa-se a expressão práticas integrativas e complementares (PIC).

Essa denominação difundiu-se desde a aprovação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), em 2006. Na época a política incluiu no conjunto de terapias a medicina tradicional chinesa (sobretudo, a acupuntura), a homeopatia, a antroposofia, a fitoterapia e  o termalismo social (crenoterapia). Hoje, passam integrar também este conjunto de práticas a arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

Sempre quis atuar de forma mais humanizada?

Para atuar no SUS você precisa ser profissional de saúde, de qualquer área, com formação complementar em práticas integrativas.

Que tal fazer o curso de Yoga?

São 12 meses de curso, totalmente online. Conheça mais clicando aqui.

Para emagrecer, motivação é suficiente?  

Saiba o que dizem os estudos da área:

Trabalho com consultorias, treinamentos e cursos online. Saiba mais aqui.

Para os que desejam emagrecer sugiro a consultoria ou a combinação dos seguintes cursos: autocoaching com os cursos de reprogramação emocional e alimentação consciente.

Dia internacional da Síndrome de Down: os desafios da nutrição  

A maior parte das pessoas não pensam nas dificuldades de pessoas com Síndrome de Down, a não ser que conheça alguém muito próximo. Um amigo, um parente, um filho. Igualmente também não conhecem as inúmeras alegrias trazidas por uma criança com a síndrome. Hoje comemora-se o Dia Internacional da Síndrome de Down e no mundo todo inúmeros eventos acontecerão simultaneamente, visando aumentar a conscientização da sociedade acerca de tudo que envolve a trissomia do cromossomo 21.

Infelizmente a síndrome ainda é bastante negligenciada na área da nutrição. Ela sequer é debatida em muitos cursos. E isto precisa mudar com urgência. Quantas vezes os pais buscam atendimento, educam-se, leem artigos e encontram profissionais de saúde desinformados acerca de questões básicas?

Crianças com síndrome de Down apresentam maior número de infecções respiratórias de repetição. A nutrição é fundamental já que a carência de nutrientes como vitamina A, zinco, ferro, vitamina C e selênio pode agravar o problema. Um intestino saudável também contribui imensamente para a melhoria da imunidade. O uso de antibióticos muitas vezes desregula o delicado equilíbrio da microbiota, fazendo com que o uso de probióticos e a suplementação de nutrientes que restauram a mucosa intestinal sejam indicados.

Um problema que atinge cerca de 40% dos indivíduos com síndrome de Down é o hipotireoidismo. O funcionamento adequado da tireóide depende do adequado consumo de aminoácidos, zinco e selênio. Além disso, a identificação precoce do hipotireoidismo é fundamental para que não afete o crescimento, o desenvolvimento, o humor, o metabolismo do cálcio, o funcionamento intestinal...

Consultoria familiar

Distúrbios do sono também podem ocorrer influenciando a aprendizagem e a saúde. A higiene do sono é muito importante, assim como o combate ao estresse. Além disso, o adequado estado nutricional é muito importante para a produção de melatonina, hormônio que induz o sono. Assim, deve-se investigar minimamente o consumo de nutrientes como vitamina B6, ornitina e triptofano.

Uma grande preocupação é a grande incidência de doença de Alzheimer em indivíduos com Síndrome de Down. Os custos financeiros, emocionais e familiares na doença de Alzheimer são grandes e aumentam na ausência de uma terapêutica que retarde a progressão da mesma. Grande parte dos estudos focam hoje na neutralização dos radicais livres e na redução da inflamação cerebral com o intuito de se evitar a morte celular e a demência. E a nutrição tem um papel grande nisto tudo. 

Já escrevi algumas vezes sobre estes assuntos aqui no Blog. Se quiser saber mais clique aqui.

Preferiu a gravação? Para não perder nenhum episódio assine o podcast NutriYoga no iTunes.

Ou se quiser ouvir os episódios antigos em seu computador clique aqui.

Menos carne, mais vegetais e fibras  

Brincadeiras na internet, após divulgação do caso pela polícia federal.

Levamos um susto na última sexta-feira, com o anúncio da operação "Carne Fraca" pela Polícia Federal (PF). O órgão apurou o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

A operação investigou grandes empresas do setor no Brasil, como a BRF, que controla marcas como Sadia e Perdigão, e também a JBS, que detém as marcas Friboi, Seara e Swift, dentre outras marcas.

O principal objetivo da operação foi desarticular uma suposta organização criminosa liderada por fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que, com o pagamento de propina, fechavam os olhos para a produção de produtos adulterados, emitindo certificados sanitários sem fiscalização. A investigação revelou a venda de carnes podres maquiadas com altas quantidades de ácido ascórbico (vitamina C), re-embalagem de produtos vencidos e a presença de papelão em áreas limpas dos abatedouros. Ouça ao depoimento de uma ex-funcionária de frigorífico:

Carne é toda parte comestível de um animal. Carnes embutidas (como salsicha, linguiça, bacon, presunto, salame, carnes secas ou defumadas) são obtidas a partir do processo de moagem da carne, adicionada à componentes como gordura, sal, açúcar, nitratos e nitritos, especiarias. O acondicionamento é feito dentro de uma tripa natural ou artificial.

Existem evidências de que o processamento da carne aumenta o risco de doenças cardiovasculares, doença pulmonar obstrutiva crônica, câncer de intestino, estômago, mama e próstata. As possíveis causas são os compostos produzidos durante o processo de processamento destes produtos, como compostos nitrosos (nitratos e nitrosaminas), hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, aminas heterocíclicas e cloreto de sódio. 

Por outro lado estudos mostram que a forma mais eficiente de proteger o corpo contra todas estas doenças é aumentar o consumo de frutas, verduras, castanhas e sementes. Estes alimentos são fontes de vitaminas, minerais, fitoquímicos e fibras, protegendo o corpo pela ação antioxidante, antiinflamatória e/ou varredora de compostos prejudiciais. 

Dietas ricas em fibras também reduzem o risco de derrames, problema que atinge uma pessoa a cada cinco minutos no Brasil. Dentre as complicações do derrame estão: 

Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpoAlteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpoPerda súbita de visão num olho ou nos dois olhosAlteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular, expressar ou para compreender a linguagemDor de cabeça súbita e intensa sem causa aparenteInstabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos.Perda de movimentos corporaisIncontinência urinária e/ou fecalConfusão e perda da memóriaDepressãoÓbito

Uma única maçã extra ao dia ou 1/4 de xícara de brócolis já melhora a função arterial e reduz o risco de derrames. Que tal levar nesta próxima semana seu lanchinho saudável para o trabalho ou escola?

0:00/0:00
Video player is in betaClose