O Comentário de Arnaldo Jabor - Arnaldo Jabor

O Comentário de Arnaldo Jabor - Arnaldo Jabor

Brazil

Comentários do cineasta e jornalista sobre política, economia, cultura e comportamento.

Episodes

Proposta pode viabilizar candidatura de Lula e de acusados de corrupção  

O PMDB e seus aliados estão cada vez mais ousados e aplicados em acabar com a Lava-jato. A mais recente tentativa é perigosa, porque visa permitir que o Lula concorra às eleições. De autoria do deputado Vicente Cândido, a proposta é aumentar para oito meses o tempo em que um candidato não pode ser preso antes da eleição.

Legalizar a maconha pode gerar muitos recursos para o Estado  

Experiências no Uruguai e em estados norte-americanos mostram que é possível mudar a política com relação ao produto. A guerra contra a droga cria gastos para o Brasil. Mas conservadores ainda não aceitam a proposta.

Todos estão indignados com o governo Maduro, mas o chavismo tem apoio no Brasil  

Essa semana houve, na Nicarágua, uma reunião armada pelo Foro de São Paulo onde se elaborou um manifesto de apoio total ao regime do Maduro. Quem presidiu a delegação brasileira foi a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que disse que era preciso defender o presidente venezuelano da onda da direita.

Ataques do tráfico de drogas no Rio agora são imprevisíveis  

Rio de Janeiro registrou roubos de 900 caminhões em um mês. Ação dos criminosos leva medo aos cariocas. Uma solução repressiva transformaria o município em cidade sitiada, mas não há dinheiro para uma medida de tal amplitude.

Pode ser que a única saída para a crise atual seja o parlamentarismo  

Trata-se de um sistema de governo em que o poder Executivo baseia sua legitimidade democrática a partir do poder Legislativo. No sistema, o chefe de Estado é diferente do chefe de governo, em contraste ao sistema presidencialista. Uma vez eleito, o primeiro-ministro deve controlar a maioria dos acentos e evitar a formação de maioria absoluta contra o governo.

Senadoras petistas julgam que podem salvar o povo dos liberais  

Grupo de parlamentares, incluindo a presidente do PT Gleisi Hoffmann, ocuparam a mesa do Senado para tentar evitar a votação da reforma trabalhista e chegaram a comer quentinhas na Casa. Caso deveria ser tratado como quebra de decoro.

Democracia justifica as piores intenções dos governantes atuais  

Em nome dela, o Erdogan, da Turquia, arrasa o país com mais de 55 mil prisões. Na Venezuela, Maduro tomou o poder para manter o domínio Chavista, que levou o país para fome e a miséria. Já são mais de 90 assassinatos. Isso sem falar com Trump. Depois que o filho dele foi flagrado em conversas com os russos, ele disse que os jornais querem destruir a democracia. Aqui, no Brasil, estamos em uma democracia, mas a Lava-jato está sendo atacada.

Democracia justifica as piores intenções dos governantes atuais  

Em nome dela, o Erdogan, da Turquia, arrasa o país com mais de 55 mil prisões. Na Venezuela, Maduro tomou o poder para manter o domínio Chavista, que levou o país para fome e a miséria. Já são mais de 90 assassinatos. Isso sem falar com Trump. Depois que o filho dele foi flagrado em conversas com os russos, ele disse que os jornais querem destruir a democracia. Aqui, no Brasil, estamos em uma democracia, mas a Lava-jato está sendo atacada.

O Brasil evolui pelo que perde, não pelo que ganha  

As decepções recentes nos fazem avançar de lado. No país, sempre houve uma desmontagem contínua de ilusões históricas. Esse é o nosso torto progresso.

O que atrai oportunistas e demagogos autoritários é oferecer certezas falsas  

Depois do temor diante grande da reviravolta política e jurídica que é a Lava-jato, descobriu-se que a opinião pública não é uma só. Existe a opinião dos setores mais altos da classe média, mas a metade da população pode ter posições muito diferentes.

Cabral é fenômeno cultural e fez uma síntese perfeita da nossa corrupção histórica  

O ex-governador do Rio impressiona pela voracidade do assalto à coisa pública. A corrupção foi tanta que os doleiros que trabalhavam para ele tiveram que terceirizar o serviço. Ele criou um estado dentro do estado.

Com Temer absolvido, Lula cresce  

O Lula e o PT querem que Temer fique sangrando até que 2018, de pois de crises, provocadas inclusive pelo próprio PT, ele volte com salvador da pátria que ele quase arrasou.

Semana em Brasília reserva grande suspense  

No Brasil, a história não segue um percurso natural. Delações têm desestabilizado a política. Existe um risco de, após uma sucessão de crises, o governo cair nas mãos da extrema-esquerda ou de extrema-direita.

A trama contra a Lava-jato anda de vento em poupa  

Deputados e senadores já babujam como se fossem grandes juristas de que delações premiadas não provam nada. Como, não? Provas indiciárias são super legítimas e aceitas pela jurisprudência do país.

A Lava-jato não pode ser um fim em si  

Declarações recentes do procurador-geral Rodrigo Janot geram inquietação. Acordo firmado pelo ministro do Supremo Edson Fachin com executivos do grupo J&F, que envolveu também a PGR, é muito questionável.

O ex-presidente Lula paira acima das denúncias  

O juiz Sergio Moro pode condenar o ex-presidente petista a qualquer momento. Apesar de todas as acusações que pesam sobre o político, para muitos, Lula é um símbolo. Isso dificulta o momento político e cria um impasse, pelo qual o Brasil precisa passar.

EUA têm o que comemorar neste quatro de julho?  

Apenas para garantir apoio dos que o elegeram, Donald Trump já ameaça intervir em outros países. Imprensa dá combate, mas ele parece estar ganhando a batalha, por estar sempre visível.

Trump concorre ao posto de homem mais terrível do mundo  

Presidente sírio, Bashar Al Assad, também disputa esse posto com Vladimir Putin e com outros chefes de Estado. Guerras pelo mundo reforçam a brutalidade desses tempos. Comentário foi ao ar no dia 6 de abril.

Mundo está sendo governado por ditadores disfarçados de democráticos  

Quase todos foram eleitos, como Putin na Rússia. Ele ataca os opositores e a imprensa. Na Turquia, Recep Tayyip Erdo?an foi eleito e já matou muitos e prendeu 40 mil acusados de planejarem golpe contra ele. Na Venezuela, Maduro foi eleito em nome da democracia.

Como resolver ameaças da Coreia do Norte se eles não aceitam soluções democráticas?  

Hipótese de guerra atômica já faz parte do ‘normal’ para os americanos. Hilary Clinton já haviam dito que ela era a última barreira contra o apocalipse.

0:00/0:00
Video player is in betaClose