Episodes

  • 00:22:20

    [REMIX] #21 - [REMIX] #21 - A banalização do Coach, Judeus e II Guerra

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, o REMIX dessa semana é sobre a polêmica dos "judeus e a motivação". A repercussão prejudicou os profissionais do coaching? Seria o caso de mudar o texto? E a contextualização da segunda guerra, está adequada?

    Bora ouvir!!!
    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:09:53

    [REMIX] #20 - Justiça

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, nesta semana Guilherme Andrade trás mais uma crônica para o Remix. O texto da crônica está logo abaixo.
    Deixe nos comentários sua opinião sobre o assunto, envie suas críticas e mande sugestões sobre novos temas. Esperamos que aproveitem, até a próxima semana.

    Músicas da Playlist:

    Aventureiro - Rodrigo Ogi.
    Estação da Luz - Rogrigo Ogi.
    Correspondente de Guerra - Rodrigo Ogi.

    Bora ouvir!!!

    Justiça
    Música: Aventureiro

    Depois que acaba o jogo na quarta a noite eu sempre emendo com o Profissão Repórter da Globo. Não sou de assistir muito a TV, mas esse programa sempre aborta assuntos polêmicos, e a forma como eles conduzem a reportagem me agrada. Sempre tentando mostrar os dois lados da noticia e os desafios que se enfrenta ao buscar os fatos. Nessa semana o tema foi a justiça popular.

    Não sei se esse é o nome correto, mas é o que eu associo ao ato de pessoas comuns quererem fazer justiça com as próprias mãos. Acredito que por conta de uma criminalidade crescente, principalmente nos grandes centros, e por um sistema policial ineficiente, as pessoas se cansaram de tanto apanhar e perder para os bandidos. Agredir outro ser humano é algo muito sério, não é fácil para todas as pessoas prender e castigar fisicamente outro por qualquer que seja o ato culposo. Mesmo assim, em um determinado nível de revolta o sangue sobe à cabeça, os olhos cegam de raiva e um estado inconsciente de agressividade toma conta da pessoa, independente de sua criação ou pensamento pacifico ou agressivo, todos somos capazes disso.

    Eu sei que esse é um assunto muito difícil de ser tratado e não cabe a mim julgar quem está certo e quem está errado, meu ponto nem é esse. A ideia que venho martelando é de saber onde está o equilíbrio dessa balança. Dizem os graduados em Direito que a justiça é cega e que sua balança não pende para nenhum lado. Porém a justiça de capa preta nem sempre chega a todos os lugares de um país tão grande.

    São inúmeros os exemplos na cultura pop de justiceiros encapuzados e mascarados que agem para defender os mesmos favorecidos, desde o Homem-Aranha, o amigo da vizinhança, um garoto que prede bandidos na sua teia e os entrega para polícia, até o Justiceiro, um sociopata que perdeu sua família em um massacre e como vingança, assassina a sangue frio todos que cometem qualquer delito. Nas telas do cinema ou nos seriados da TV isso é muito romântico, em todos esses casos a polícia é contra essa situação e trata o justiceiro como criminoso. E nós público, fãs do herói achamos a polícia burra e cega por não ver o bem que esse personagem faz para a sociedade ao tirar das ruas mais bandidos, afinal bandido bom é bandido morto.

    Música: Estação da Luz

    Por trás de toda touca ninja preta há uma vida e por trás de toda vida há uma história. Não estou aqui para defender o crime, longe disso, o fato é que existe um sistema e todo sistema deve ser respeitado. Não é atoa que foi criado, testado, corrigido e é seguido pelos profissionais. Lógico que não é livre de falhas, não vivemos em uma utopia, mas a lei é lei e quem não a segue é bandido independente dos seus motivos. Ou a pessoa que agride alguém por ter roubado está isenta de julgamento por achar fazer a coisa certa? Certo pelo certo cada um tem seus motivos.

    O pai que bate no filho para corrigi-lo o faz por saber o que é melhor para ele e por ser responsável pela sua criação e educação, agora um pai que espanca seu filho é outra história. O ponto é que o sistema é nosso pai e mãe, todos somos julgados por ele e o devemos obediência, a pena que o estado aplica deve ser a mesma para qualquer indivíduo, essa é a lógica da justiça como eu entendo. Mesmo nos tempo de “olho por olho e dente por dente” era necessário alguém com autoridade para determinar o que deveria ser feito, mesmo já se sabendo que a condenação de quem roubava era ter a mão arrancada, por exemplo.

    O crime dá IBOPE, está na telinha enquanto almoçamos na sala com nossa família, os grupos de mensagens bombão com fotos e vídeos de pessoas mortas, assassinadas ou espancadas, existe um prazer interno em cada pessoas que propaga esse tipo de coisa. Talvez pense que se o exemplo for dado ninguém mais terá a coragem de praticar tal ato novamente, como quando éramos crianças e os pais nos punham de castigo. O meu sempre vinha e me dizia o porquê de eu estar ali e que se fizesse novamente iria ter o mesmo castigo. A repetição era comum, mas acabei aprendendo que descumprir as determinações geram penas, e que devo arcar com as consequências dos meus atos.

    Música: Correspondente de Guerra

    Durante o programa foram mostradas também as famílias de algumas vítimas do júri popular informal. Geralmente pobres, alguns dependentes de drogas. O que me faz pensar. Porque alguém rouba? É fácil pensar que quem roubou deve pagar, mas é difícil para alguém que não conhece a situação do ladrão, saber o motivo.
    Tudo que é proibido é mais gostoso, você provavelmente já ouviu essa frase relacionada a namoros proibidos pelos pais quando a pessoa é muito nova ou por qualquer outro motivo. Quando a pessoa não pode comer doce, parece que é o que mais ela vai desejar durante a vida. O fato é que existe sim algo de esporte em praticar crimes para algumas pessoas. Mas pensar que todo ladrão é ladrão por que gosta é ser muito raso na análise desse contexto.

    O famoso ladrão de galinha, que é sobre esse que estou falando desde o início, começa a roubar por desespero, por não ter o que comer, por ver e não ter a possibilidade de ter algo. Eu penso que se você ouve esse podcast, assim como eu, tem o acesso a um celular ou computador, energia elétrica e internet, bem ou mal pode fazer um carnê nas Casas Bahia para comprar uma TV legal ou qualquer coisa que queira. Estou falando aqui de pessoas que não veem um mundo com tantas possibilidades, que passa fome desde que nasce, que recebe o ônus da sociedade. É o fruto da baixada das pulgas da vida real.

    Roubar, trafica e matar as vezes é a única saída para a sobrevivência. O estado não se preocupa em dar o mínimo necessário para se ter dignidade como cidadão. A TV e internet mostram um mundo do Mágico de OZ, com sapatinhos de cristal e estrada de tijolos de ouro, enquanto a realidade o dá esgoto a céu aberto, doença e buracos de bala na parede. Não será matando mais um bandido que vamos acabar com a criminalidade, não será promovendo um lixamento que daremos o exemplo, pois quem está na situação de precisar cometer um crime, muitas vezes não tem mais nada a perder. Nem mesmo a vida, que já pode ter sido perdida no mesmo dia que nasceu, condenado a uma mazela sem escolha ou opinião.


    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • Missing episodes?

    Click here to refresh the feed.

  • 00:32:07

    [REMIX] #19 - Os Debates Estão Obsoletos No Brasil?

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, o REMIX dessa semana mais uma vez é sobre política. Analisamos a situação atual dos debates para presidente no Brasil. O formato está obsoleto? Bora ouvir!!!

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:03:43

    [REMIX] #18 - Drops Sobre Os Perigos E Injustiças do Mundo

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, o REMIX dessa semana, apresentado por Michael Oliveira, faz uma breve reflexão a respeito do nosso comportamento perante ao mundo injusto e perigoso. Em breve voltaremos ao tema...

    Curioso? Então dê o play abaixo!!

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:09:03

    [REMIX] #17 - Terceirizado

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, nesta semana Guilherme Andrade trás mais uma crônica para o Remix. O texto da crônica está logo abaixo.

    Deixe nos comentários sua opinião sobre o assunto, envie suas críticas e mande sugestões sobre novos temas. Esperamos que aproveitem, até a próxima semana.

    Não esqueça de responder a pesquisa do Papo de Calçada.

    Link da Pesquisa do Papo de Calçada

    https://goo.gl/forms/Z5igRSZUNf2E4iP72

    Músicas da Playlist:

    Elephant Gun - Beirut.
    Ho Hey - The Lumineers.
    What's Up - 4 non Blondes.


    Bora ouvir!!!

    Terceirizado

    Música: Elephant Gun

    Ontem fui tomar um açaí na lanchonete que fica perto de casa, era domingo e a noite estava tranquila, poucas pessoa na rua. Enquanto o pedido não chegava observei os clientes que estavam nas mesas ao redor, adolescentes conversando e famílias lanchando. Havia uma criança pequena que corria para todo lado, uma moça a seguia para não deixar ir longe. Reparei que a garotinha não largava um celular, tocava uma música, provavelmente os pais a deram para distrair enquanto comiam.

    Hoje em dia muito se discute sobre a relação das crianças com a tecnologia, e como os pais terceirizam uma atividade de lazer dos filhos usando smartfones e televisões para entreter os pequenos enquanto descansam ou fazem outra atividade. Pensando nisso, lembrei-me de quando era pequeno, minha família era muito participativa em movimentos da igreja e por consequência meus pais iam muito a reuniões de casais. Nessas reuniões era comum levar os filhos, e a criançada sempre ia brincar em um espaço reservado para não atrapalhar os adultos.

    Entre as famílias era comum ter alguma com condições de pagar uma babá para cuidar de seus filhos, geralmente uma garota adolescente. Pensando nisso me ocorreu que não é novidade essa terceirização do cuidado e entretenimento dos filhos. Desde que o mundo é mundo os mais abastados financeiramente usam de uma mão de obra para cumprir essa função. A beleza da tecnologia é dar acessibilidade à maioria. Se há dez anos, para conseguir um pouco de sossego pais e mães contratavam uma pessoa, hoje se consegue isso por um aparelho criado para o entretenimento. Mas se existe erro, onde está?

    Música: Hey Ho

    Tudo que é novo causa desconforto, tudo que toma o espaço do antigo causa desconfiança, isso é o que sustenta o conservadorismo. O medo. Medo das consequências de um ato sem precedentes, medo da influência de algo que muda o comportamento de uma gama de indivíduos. Lembro-me de quando era pequeno ouvir minha mãe e pai dizerem que o vídeo game estragaria a televisão, ou ainda que se tivesse internet no computador ele encheria de vírus e estragaria rápido.

    Pois bem, sou de uma família conservadora, cresci com pensamentos conservadores e consequentemente sou conservador. É instintivo não trocar o certo pelo duvidoso. Porém meus desejos sempre me levaram a ter que apostar em algo novo. Tem uma música do Lulu Santos que fala que a humanidade caminha com passos de formiga e sem vontade. Vontade de fazer por si ao invés de esperar pelos outros. É mais do que comum ouvir alguém dizer, podiam inventar tal coisa que facilitaria nossas vidas, mas é difícil um cidadão que se coloque no protagonismo de querer inventar a tal coisa. Esses são tidos como gênios, alguém fora de seu tempo, talvez só sejam indivíduos cansados de esperar, cansados de terceirizar seus problemas.

    Música: What’s up

    Autoajuda a parte, somos os protagonistas das nossas vidas, controlamos as rédeas dessa carruagem que não para antes do fim da estrada. Não adianta esperar que tudo se resolva sem seu esforço. Certas horas isso pode até acontecer, porém é arriscado. Somos mestres em terceirizar esforços, queremos gastar o mínimo de energia possível e a tecnologia é fruto disso.

    Para onde vamos com essa história toda só saberemos quando chegarmos lá. Não adianta culpar A ou B antes de olhar para dentro de nós mesmos. A tecnologia Smart é fruto de um trabalho vanguardista que visa, antes de mais nada, facilitar o acesso a informação, porém é necessário aprender a usar. Esse é um processo demorado, gerações passarão até que a humanidade controle tamanha quantidade de interação e informação. O mundo ficou pequeno para nós e o tempo curto de mais para desfrutar disso tudo.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:28:52

    [REMIX] #16 - Sobrevivencialismo

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, o REMIX dessa semana está no ar falando a respeito do Sobrevivencialismo. Curioso a respeito desse movimento? Então Get Ready e dê o play abaixo!!!

    Indicações do episódio:
    - 10 Cloverfield Lane;
    - The Day After;
    - Bert The Turtle;
    - O Abrigo;
    - Canal Sobrevivencialismo;
    - Canal Guia do Sobrevivente;
    - Canal Giuliano Toniolo.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:24:50

    [SPIN-OFF REMIX] Nosso Balanço Sobre a San Diego Comic Con 2018 - SDCC 2018

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add



    Olá querido ouvinte, na estreia do SPIN-OFF REMIX, fazemos um balanço a respeito da Comic Con de San Diego 2018. Bora ouvir.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:05:49

    [REMIX] #15 - Do Divã a James Gunn

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, o REMIX dessa semana, apresentado por Michael Oliveira, será inspirado na série "Conexões", da recomendável revista Super Interessante.

    Curioso? Então dê o play.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:22:45

    [REMIX] #13 - MISANTROPIA

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, nesta semana Bruno Daesse te faz um desafio a pensar sobre o quanto realmente odiamos a sociedade em que vivemos.
    Você pode até achar que detesta humanos, quando, na verdade, você detesta as regras sociais.
    E no final do episódio ele te faz outro desafio!

    Bora ouvir!!!


    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:15:49

    [REMIX] #14 - Morpheus

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá querido ouvinte, nesta semana Guilherme Andrade trás mais uma crônica para o Remix. Ao texto da crônica está logo abaixo.
    Deixe nos comentários sua opinião sobre o assunto, envie suas críticas e mande sugestões sobre novos temas. Esperamos que aproveitem, até a próxima semana.
    Não esqueça de responder a pesquisa do Papo de Calçada.

    Bora ouvir!!!

    Morpheus

    Outro dia assisti o filme Matrix novamente. A primeira vez que vi era criança, naquela época era um filme de ação com muitos tiros, guerra cybernetca e um terror psicológico que me assustava sem eu saber o exato motivo. Desta vez procurei observar mais a fundo as camadas que o filme tanta alcançar. O personagem Morpheus me chamou muita atenção, principalmente no início do filme. É ele quem explica o mundo que Neo vive e tenta abrir sua mente para o que está por trás de tudo isso.

    Áudio de Morpheus I.

    A vida é aquilo que acontece enquanto sonhamos com o futuro, já dizia o poeta. Tudo ao nosso redor faz parte do que somos e da vida que levamos. Erramos ao pensar que somos isolados do mundo, ou que ninguém nota nossa presença. Não tem como passar despercebido, a beleza da vida é a forma orgânica e simultânea que tudo acontece.

    Nós, meros humanos, temos a tendência de criticar tudo, nada está bom o suficiente, a grama do vizinho é sempre mais verde. “Queria ter nascido na América do Norte, aquilo sim é lugar bom de viver”. Bom ou mal temos um motivo para estarmos exatamente onde estamos, e isso não é papo de determinismo. Para quem não acredita em Deus ou em ordenação divina, basta dar uma chance para a estatística. O universo é infinito, existem infinitas galáxias com inúmeras estrelas. O nosso sistema solar depende apenas de uma estrela, uma fonte de energia que aquece e nos dá a vida. Se há infinitas estrelas, porque a vida se deu exatamente aqui?

    O caso é que não importa porque nascemos aqui, ou qual o motivo de existir vida. O que interessa é viver, somos uma espécie que sobrevive por um instante insignificante, é uma fração de tempo menor que o menor grão de areia no oceano. E como vivemos tão pouco, porque perdemos tanto tempo planejando o que acontecerá no futuro?

    A cada dia chego à conclusão que não adianta correr atrás de algo que tem a mínima chance de acontecer, devo sim aproveitar as oportunidades que tenho agora e fazer delas o caminho para um futuro melhor. Aproveitar cada instante é impossível, claro, mas fazer uma pausa diária para checar o andar da carruagem faz bem. Vivemos apenas uma vez, pelo menos é isso que eu acredito, e mesmo que vivêssemos outras vidas, não conheço ninguém que se lembre das passadas. No fim das contas é como se só tivéssemos uma chance de fazer tudo que se deve fazer.

    Áudio de Morpheus II.

    Não acredito em determinismo, mesmo que até a teoria de viagem no tempo possua uma linha de pensamento que diz que o tempo é determinista, que tudo que deve acontecer acontecerá. Recuso-me a acreditar nisso, pois seria o fim da razão de viver. Se eu não estiver no controle das minhas ações, por qual motivo devo continuar lutando? Se todo o enredo está escrito, de que vale o esforço para trilhar qualquer jornada?

    Aqui cai por terra um sentimento que eu tinha quando era pequeno e que talvez muitos tenham. Quando parei para analisar o mundo ao meu redor, descobri que não existe essa de escolhido, de salvador. Não sou ninguém além de mais um na fila do pão. Acredito em Deus e no salvador, mas esse não sou eu. Lá no fundo essa questão sempre me incomodou. Será que vim a essa terra apenas para ser pó no fim das contas?

    Nem todos viram apenas pó, muitos entram para a história, alcançam os almejados campos dos Elíseos, ou os salões de Valhala. Claro que o estado ótimo seria ter o nome nos livros de história ou nos grandes museus futuros, mas o pequeno ato de fazer a diferença na vida de uma pessoa próxima e ser lembrado por isso já considero um prêmio e um gás a mais para continuar meu caminho. O próprio Jesus de Nazaré, filho de José o carpinteiro, foi apenas um homem que fez o bem por onde passou, abraçou aqueles que não eram abraçados, deu comida aos famintos e consolou quem estava em pranto. Independente de ser cristão ou não, é necessário reconhecer que esse é o homem mais conhecido do mundo. Acredito que nesse planeta existam poucos lugares onde nunca se ouviu seu nome.

    Fazer o bem sem olhar a quem é um ato de evolução difícil de alcançar. Espero um dia conseguir chegar a esse ponto. Isso não é um sonho, é acreditar que podemos fazer mais do que se espera de nós, pensar no outro como pensamos em nós. Impossível?

    Áudio de Morpheus III.

    Fim do Arco 1.

    Áudio de Morpheus IV.

    Muito se ouve falar do sistema, mas o sistema não tem rosto nem forma, é uma massa, um coletivo que se protege e rege o ambiente que habita. Muitos animais vivem em bandos, esse é um artifício primitivo para se manter seguro. Um leão que ataca a manada tem grandes chances de se dar mal. O sistema é esse instinto primitivo, é a necessidade de fazer o que é melhor para aqueles que estão juntos com você.

    O problema é que o sistema não aceita intrusos, um grupo de leões não aceitarão outros felinos em seu bando, mesmo sendo próximos na árvore genética. Temos a dificuldade de aceitar o que é diferente, de ouvir o que não concordamos, criamos conceitos a partir do que não conhecemos e assim nos mantemos conservadoramente seguros.

    A história nos mostra que o sistema pode ser quebrado, mas para isso é necessário criar outro sistema. No fim o ciclo é vicioso e a roda volta ao mesmo ponto. O saudosismo fará alguns afirmarem que o modo antigo funcionava melhor, que esses que estão ai no poder são corruptos ou corruptores, mas a grave verdade é que não há uma forma absoluta, infalível. Se até o tempo pode ser dobrável, muito mais o macacos racionais vislumbrados com coisas brilhantes.

    Áudio de Morpheus V.

    Não passamos de grandes pilhas que, para se recarregar, consomem tudo o que está a sua volta. Somos vagalumes que pensam que brilham para chamar atenção, quando tudo não passa de uma armadilha para sermos capturados e servir de abajur de outro mais forte. Tem um rap que diz que esse sistema é uma maquina de moer pobre. Não apenas os pobres financeiramente, mas também os pobres de espirito e de mente. O sistema quer te controlar, e para isso te deixa acreditar que é uma lua que ilumina a noite, enquanto todos sabem que essa lua só é utilizada como um adereço de reflexo.

    Somos cultivados, alimentados, treinados e educados para seguir o sistema, para andar ordenadamente, para não fazer barulho, pois o vizinho pode se incomodar. Há quem tenha medo de no fim sermos escravos de máquinas, que os avanços tecnológicos culminem em um apocalipse onde robôs munidos de inteligência artificial escravizem e nos usem para seu bel prazer. Caro amigo que ouve isso, as maquinas não precisam ser inteligentes para isso, já somos escravos delas desde que as maquinas a vapor foram inventadas, somos escravos de nós mesmos, da nossa vaidade, da nossa necessidade de nos sentirmos os donos do mundo.

    Pergunte-se, o que faria se amanhã não houvesse mais energia elétrica? Ou ainda menos, e se a internet acabasse? O que faria da sua vida se o petróleo chegasse ao fim, até onde sei os carros elétricos não são modelos populares? Qual seria o caos da falta da mínima tecnologia? Somos dependentes da nossa própria criação. Não sabemos evoluir, é como um homem que cuida um tigre, quando pequeno é uma fofura, inofensivo. Quando cresce nada o impede de se voltar contra o próprio cuidador.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:35:07

    [REMIX] #12 - Futebol Moderno x Futebol Antigo...

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    ...e Jogadores de Ontem x Jogadores de Hoje (Parte 1?).

    Olá querido ouvinte, em clima de Copa do Mundo, vamos falar sobre futebol. Sempre alvo de polêmicas e discussões acirradas, o tema dessa semana é o Ontem x Hoje:

    É possível e justo fazer essa comparação? Por que ela ocorre? Qual seria a análise mais coerente?

    Curioso? Dê o play e divirta-se.


    Trilha sonora do cast:

    Snoop Dogg Ft. Pharrell:
    - Beautiful.

    Mark Morrison:
    - Return Of The Mack.

    Sade:
    - Sweetest Taboo.

    Charlie Puth:
    - Attention.

    Kendrick Lamar Ft. The Weeknd:
    - Pray For Me.

    Jordin Sparks Ft. Chris Brown:
    - No Air.

    Hailee Steinfeld:
    - Most Girls.

    Jeremih Ft. Ty Dolla Sign:
    - Impatient.



    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:10:17

    [REMIX] #11 - Espera

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Bom momento querido ouvinte, eu sou Guilherme Andrade e esse é mais um Remix. A ideia é fazer uma crônica com áudio dramatizado. O texto do áudio e as músicas usadas no podcast estão abaixo.

    Músicas da Playlist:

    Sigo na Sombra - B.K.
    CeR Interlúdio I - B.K.
    Quadros - B.K. part. Ashira e Luccas Carlos

    Download:
    Download Media Fire
    Download 4Shared

    Espera

    Música: Sigo na Sombra.

    Hoje preciso resolver um problema no banco. Infelizmente, apesar de toda tecnologia, certos serviços tem que ser feitos direto na agência. Para passar o tempo ouço música.

    Agora tudo é com senha, na entrada o moço que fica no guinchê entrega um papel com o número de acordo com o serviço solicitado. Vou a bancos desde criança, acho que tinha doze anos quando fui descontar o primeiro cheque. Não sabia como funcionava, me lembro da mãe pedir isso e eu apenas ir sem perguntar nada. Quando cheguei lá descobri que cada cheque deve ser descontado em sua agência correspondente. Nesse dia conheci a burocracia.

    Naquela época não existia senha eletrônica, era fila. Tinha a fila comum e a do caixa rápido. Hoje em dia da pra ficar sentado enquanto espera, o problema são os idosos, nunca vi lugar pra ter idoso como banco, parece que não tem nada pra fazer em casa e eles vão pagar as contas da família toda. Mas tudo bem, não adianta ficar nervoso, achar ruim ou reclamar, as coisas são assim por um motivo. No fim das contas acabamos acostumando.

    Música: CeR Interlúdio I.

    O ser humano é o bicho que mais se adapta a um ambiente ou situação, tem gente no deserto e no gelo. Uma vez vi uma reportagem sobre uma comunidade que vive no pantanal, na época da cheia eles criam uma espécie de balsa para que as criações não fiquem na água. As próprias casas são construídas nesse sistema também, somos capazes de muita coisa quando é exigido.

    Adaptar e acostumar são duas coisas que parecem similares, mas não são. Adaptar é criar uma solução para uma situação indesejada, é buscar saída para se ter uma condição melhor. Acostumar é simplesmente não ligar para o que está acontecendo até isso se torne normal. Claro que existem situações que não tem o que fazer. Eu nasci numa cidade do interior de Minas Gerais, quando fui morar no litoral a primeira coisa que me incomodou foi o cheiro de mar e peixe em todos os pontos da cidade. Porém não se tinha o que fazer. Acostumei, depois de alguns meses não sentia diferença, é como uma pessoa que mora perto da linha do trem, ou tem cachorro que late muito a noite. Com o tempo nem se ouve mais e até sente falta depois que as coisas mudam.

    O problema de acostumar é quando a situação deve ser mudada, mas por falta de vontade acabamos deixando a água rolar. Estamos acostumados com a burocracia, com o jeitinho, com o político que aparece só em ano de eleição. Estamos acostumados a torcer pelo Brasil, é estranho ter copa e a rua não estar enfeitada. Este ano tive uma sensação diferente ao não ver o comercio em verde e amarelo, acho que só vi camisas da seleção nas bancas na semana de estreia da copa.

    Música: Quadros

    Naquela semana que os caminhoneiros fizeram greve vi como o ser humano é acostumado. Eu não tenho carro, então a princípio não estava ciente da situação dos combustíveis. Lembro que ao de sair de casa pela manhã vi filas nos postos de combustíveis. No menor sinal de falta de gasolina, vários foram abastecer, pois estão acostumados a só locomover com carro. No mesmo final de semana teve festa na igreja, o movimento foi pequeno, conversando com um conhecido tive a justificativa que o baixo movimento era por causa da falta de gasolina. Descobri que o ser humano é movido a petróleo.

    O Michael outro dia indicou no Papo de Calçada um livro sobre apocalipse Robô, é bem capaz mesmo de pararmos nessa situação. Se for pra apostar em um senário provável, escolheria o do filme Wall-e. Eles foram capazes de criar super naves de cruzeiro espacial para fugir do nosso planeta, pois estava cheio de lixo e inabitável. O que ficou na terra foi um bando de robô fazendo a limpeza do local. A população vai ficar obesa, e não adianta os geração saúde se esforçar pra convencer os gordos de hoje a mudar de vida. A indústria alimentícia injeta sódio, gordura e açúcar nos alimentos industrializados em proporções criminosas. Ainda assim, nos grandes centros são criados muito mais restaurantes de fast-food. Ninguém tem tempo para cozinhar, o patrão manda embora se demorar na hora do almoço, e a fila de desempregados só cresce a cada dia.

    Acostumamos a tudo, desde a senha eletrônica até ao sanduíche de colesterol. Só não percebemos o caminho que seguimos com isso. É melhor se adaptar, pois tudo muda e no final quem sabe o que é melhor?

    Meu número foi chamado, está na hora de resolver os problemas.

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:27:53

    [REMIX] #10 - Modismo

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Salve querido ouvinte, chegamos com mais um Remix. Hoje vamos falar sobre modismo e a construção do pensamento. Bruno Daesse mostra seus pontos sobre os diversos discursos que estão na moda ultimamente.

    Download:
    Download Media Fire
    Download 4Shared

    Links de Acesso:
    https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/
    https://facebook.com/papocalcada/
    https://twitter.com/papocalcada/
    https://mixcloud.com/papocalcada/
    E-mail: papocalcada@gmail.com
    Feed do Podcast

  • 00:22:37

    [REMIX] #9 - Brasil e Sua Democracia Adolescente

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Salve querido ouvinte, chegamos com mais um Remix. Hoje vamos falar sobre o comportamento da população brasileira em relação ao regime democrático que vivemos. Como era em um passado recente, como está hoje e como pode ser no futuro. Reprodução Download: Download Media Fire Download 4Shared Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:08:24

    [REMIX] #8 - Caminhada

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Bom momento querido ouvinte, eu sou Guilherme Andrade e esse é mais um Remix. A ideia é fazer uma crônica com áudio dramatizado. O texto do áudio e as músicas usadas no podcast estão abaixo. Músicas da Playlist: Eu Não Te Amo – Don L feat. Diomedes Chinaski. Fazia Sentido – Don L feat. Terra Preta, Deryck Cabrera. Aquela Fé – Don L part. Nego Gallo. Download Media Fire Download 4Shared Caminhada Hoje vou sair para caminhar. Me alongo, calço meu tênis que está até meio empoeirado. Ponho no meu celular alguma música. Música: Eu Não Te Amo Exercício físico é interessante, enquanto estamos em casa é difícil se animar para iniciar, porém quando saímos de casa não temos nenhuma vontade de voltar. Depois que a inércia é quebrada a tendência é permanecer nela. Newton é um cara esperto, criou três leis fundamentais da física mecânica apenas observando algo óbvio. Na primeira lei, essa que acabei de citar, é dito que todo objeto em movimento permanecerá em movimento até que uma força exterior mude isso. Ou seja, tudo permanece parado até que algo o ponha em movimento, ou tudo permanece em movimento até que algo o pare. Na terceira temos que toda ação gera uma reação, na prática pra entender essa lei basta dar um soco na parede, a ação do murro irá gerar uma reação de se ter a mão doendo. A segunda, que é mais complexa e possui uma formulação matemática, é o princípio da dinâmica. Diz que a mudança do movimento é proporcional à força impressa. Ou seja, para mover uma caixa você deve fazer força o suficiente de acordo com o poso dela. Ou ainda, as mudanças que acontecem nas nossas vidas vão depender das pancadas que recebermos. Música: Fazia Sentido A noite está um pouco fria, é princípio de inverno e a tendência é que as pessoas permaneçam em casa, tomando um caldinho quente, comendo um chocolate, e vendo um filminho debaixo das cobertas, sair do repouso nesses dias depende de uma força maior que o normal. Outro dia estava assistindo uma série que um amigo me indicou há um bom tempo, Os Contos da Aia, se passa num mundo distópico onde nos EUA se adotou uma política repressiva, impondo valores bíblicos há muito tempo superados. Nessa série ouvi uma frase da protagonista que me chamou muito a atenção. Era algo do tipo, não sei o que levou a essa situação, de repente acordamos e estávamos assim. Isso me fez refletir sobre minha própria vida. A cada decisão que tomo, por menor que seja, sigo para um futuro desconhecido, é como construir uma escada, degrau a degrau, se um tijolo é colocado com defeito, a princípio isso pode ser corrigido em curto prazo, porém vários defeitos podem levar a uma escada insustentável que fatalmente irá desabar. O pior dessa situação é que a pessoa estaria no topo da escada. O medo de subir na vida é algo que tange meu consciente. Descobrir que sou um tipo de pessoa conservadora. Necessito de segurança para seguir em frente. Descobri porque não curto esportes radicais. A sensação de estar fora do controle é perturbadora, ao ponto de causar o medo. Música: Aquela Fé Existem estudos que dizem que o medo foi um dos principais motivos da nossa evolução. Sou obrigado a concordar com essa teoria. Pelados e desarmados não somos mais fortes que a maioria dos predadores, necessitamos de nos esconder e criar estratégias para vencer nossos adversários. Nós homens competimos desde cedo, é natural ao descobrir a sexualidade ver o amigo como adversário quando ele se interessa mela mesma garota que você. Acredito que as mulheres passem por algo parecido. Aliás, ao longo da vida as mulheres tendem a ser mais competitivas que os homens. O próprio ato de fazer exercício é uma grande consequência disso tudo. Ter o corpo mais sadio é uma vantagem em relação aos outros. Ser mais disposto chama mais atenção. Existe um mito popular que o homem quando casa logo ganha alguns quilos, consequência desse relaxamento, pois não é necessário por hora competir. Mas não se esqueça do Newton, toda ação gera uma reação e todo movimento tende a permanecer. Relaxar me fez ganhar uns quilinhos, isso me incomodou passei a me cobrar, mas não havia uma força que me tirasse dessa inércia, até que a saúde gritou mais alto que tudo. Já foram algumas voltas nessa lagoa, leves subidas e descidas, ainda não consigo correr, e pensar que já corri cinquenta minutos sem parar, também já fui dez quilos mais leve. Agora o que resta é correr atrás do prejuízo, a cada dia construir aquela escada com tijolos certos e resistentes, colocar a vida nos trilho, pois o bem estar físico gera bem estar emocional e intelectual, não atoa pensei nesse texto enquanto caminhava. No relógio são quase uma hora de caminhada, ponho um limite de tempo para não esforçar mais ou menos do que meu corpo aguenta. Está na hora de voltar para casa. Fim. Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:26:28

    [REMIX] #7 - Utopia x Distopia

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Olá, querido ouvinte, bem vindo a mais um REMIX. No programa de hoje nos dedicaremos a esclarecer o que é Utopia e o que é Distopia, diferenciando uma da outra, além, é claro, que fazermos um paralelo desses conceitos com o nosso Brasil atual e futuro. Reprodução Download: Download Media Fire Download 4Shared Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:27:19

    [REMIX] #6 - Será Que Veremos O Desgaste Da Franquia Star Wars No Cinema?

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Solo: uma história Star Wars está em cartaz nos cinemas. O filme está com uma recepção mista. Algumas análises começam a questionar a estratégia da Disney/Lucasfilm de lançar um filme por ano. Em cima disso, o Remix dessa semana lança a seguinte pergunta: Será que veremos o desgaste da franquia Star Wars nos cinemas? Ficou interessado? Então sinta-se em casa e dê o play abaixo!!! Reprodução Download: Download Media Fire Download 4Shared Errata: Nova Ordem = Primeira Ordem! | Nos novos filmes não tem o Império ou Aliança Rebelde. São sim a Primeira Ordem e a Resistência. As origens dessas transições políticas, pós Retorno de Jedi, você pode conferir aqui. Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:23:54

    [REMIX] #5 - Pantera Negra e a Africanidade!

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Pantera Negra é um marco do cinema em 2018. Mais um grande sucesso do Marvel Studios, o filme compilou questões relevantes que permeiam nossa sociedade atual. Uma delas é a relação dos negros com os próprios negros. O programa dessa semana pesca esse assunto apontado no longa e pergunta: Será que todos os negros são iguais? Como diz o Fauce de Ébano: Here me...and rejoice. O Remix dessa semana está no ar!!! Download: Download Media Fire Download 4Shared Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:28:22

    [REMIX] #4 - Zack Snyder Não Entendeu 80 Anos de História do Superman!

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Mais uma semana de Remix e hoje falaremos sobre cinema. Superman, o maior de todos, completou 80 anos de existência em 2018. Ao longo desse período, várias versões do homem de aço foram publicadas em hqs, animações e filmes. Com tanto tempo de vida é possível montar um certo perfil desse herói. Perfil que foi, de certa forma, ignorado por Zack Snyder em suas recentes adaptações. Mais do que pedir para a Warner/DC liberar o "Snyder's Cut", é preciso entender que a visão do diretor não estava mais sendo abraçada por estúdio e parte de público/crítica. Concorda? Discorda? Ficou curioso? Então dê o play abaixo e divirta-se. Download Media Fire Download 4Shared Trilha sonora do cast: R.E.M: - Losing My Religion. Jennifer Hudson: - Spotlight. Mario: - Let Me Love You. Hans Zimmer: - Man Of Steel Original Theme Song - Man Of Steel OST. Hans Zimmer: - Flight - Man Of Steel OST. Hans Zimmer Ft. Junkie XL: - Beautiful Lie - Batman Vs Superman OST. Hans Zimmer Ft. Junkie XL: - Their War Here. Afrojack: - Gone. Drake Ft. Majid Jordan: - Hold On We Were Going Home. Gary Clark Jr.: - Come Together. The White Stripes: - Icky Thump. Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast

  • 00:20:36

    REMIX #3 - O Rock Morreu?

    Remix - Papo de Calçada starstarstarstarstar
    add


    Provocativo, rebelde, inovador, esses são alguns dos vários adjetivos que podemos usar para o Rock and Roll. Ao longo de sua história, esse ritmo, que definitivamente tem raízes profundas na cultura popular, passou por várias mudanças, levando uma parcela do público a abraçá-las, outra parcela a aceitá-las e outra parcela a questionar os rumos que o Rock estava tomando. Nesse meio tempo e diante da ascensão de outros ritmos, a mais famigerada das perguntas se fez : O Rock morreu? Mas morreu para quem e por qual razão? E quando? Pois é amigos, a conversa é boa e Bruno Daesse comanda essa análise. Portanto, sinta-se à vontade que o Remix dessa semana está no ar!!! Download Media Fire Download 4Shared Trilha sonora do cast: Metallica: - Enter Sandman. Pink Floyd: - Money. The Beatles: - It Is A Hard Days Night. Nirvana: - Smells Like Teen Spirit. Royal Blood: - Figure It Out. Raul Seixas: - Todo Mundo Está Feliz. PoinDexter: - Azul. Scalene: - Nós Maior Que Eles. Supercombo: - Se eu Quiser. Links de Acesso: https://papodecalcadapodcast.blogspot.com.br/ https://facebook.com/papocalcada/ https://twitter.com/papocalcada/ https://mixcloud.com/papocalcada/ E-mail: papocalcada@gmail.com Feed do Podcast