Episódios

  • Essa semana os Reis da Cultura Inútil lhe convidam a soltar a voz sem medo e lembrar de todas aquelas canções que cantamos a vida inteira crentes que estávamos abafando e na verdade cantamos a vida inteira errado. Um episódio para cantarmos juntos num imenso coral de equivocados.

    Mandaram suas versões musicais:

    Danielly Senna a Duquesa do Condado de Paulista-PE.

    Rayane Sobreira a Baronesa de Juazeiro do Norte- CE

    Mariana Oliveira de um reino desconhecido.

    Rafael o Barão de João Pessoa- PB.

    Sara Correia a Marquesa de Recife e Goiás.

    Thalyne a Duquesa de Quixadá-CE.

    E as famigeradas cações de:

    Vanilla Ice com “Ice ice baby”.

    Titãs com os sucessos “Homem Primata” e “Epitáfio”

    Ivete com “Arerê”.

    As Meninas com “Xibon Bombom”

    Claúdio Zoli com “A Noite do Prazer”

    Pimpinela com “Siga o Seu Rumo”

    E no Back Vocal os afinados Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Quem frequenta tem história pra contar!Espelho no teto, cama redonda, velas, um lugar muito aconchegante. O motel!

    Quem nunca viveu momentos maravilhosos e românticos nesse lugar que foi feito exclusivamente para o amor? Porém nem tudo são flores na vida dos casais apaixonados, às vezes o lugar da Diversão pode se tornar o lugar do constrangimento. O 26º episódio dos Reis da Cultura Inútil vai falar sobre os perrengues no motel.

    E relatando os constrangimentos dessa semana temos a participação de: Condessa Aline Pinheiro, Duque Jeff de frança. Viscondessa Karina, Baronesa Lua Peres e Princesa Raquel sem sobrenome.

    Na portaria do REAL motel, os Reis de sempre Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Estão a faltar episódios?

    Clique aqui para atualizar o feed.

  • O Mês das crianças merece um episódio inteiro para falar das coisas maravilhosas que só vivemos na inocência ou não de ser criança.

    Aproveitem as traquinagens e não façam isso em casa se você for criança, caso você seja um adulto incentive os "baixinhos" viverem essas experiências, no final das contas, são elas que marcam nossas histórias.

    Nesse episódio contamos com as presenças de Douglas Costa, Duque cheio de histórias, o Visconde Edy, só Edy, a Arquiduquesa Glaucia Salmito, o Barão Jonny Ferrer e a Viscondessa Karla Viviane, além de uma declaração de amor para quem não se ama mais cheia de recordações. Ou seja, esse episódio não é destinado para os pequenos como bem afirmam os Reis Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • O nudes mandado pro grupo da família, o áudio falando mal da pessoa que é mandado para ela mesma, a amizade virtual que na vida real é completamente diferente… a lista de vexame é grande quando se trata do terreno pantanoso da Internet. Os Reis da Cultura Inútil convida você a mergulhar no mar de equívocos que podem levar você a fama ou ao cancelamento da imagem. E quem nunca deslizou nas redes que atire o primeiro print.

    Participam neste episódio:

    Ana a Condessa do Cambeba.

    Luciana Bittencour a Rainha de Sergipe. 

    Raiany Sobreira a Condessa de Juazeiro do Norte.

    Maria Luiza a Marquesa de Sergipe.

    Thailli Yasmin autointitulada a Princesa de Boa Vista – Roraima.

    E Thiego o Duque de Teresina – Piauí. 

    Na Parte musical tivemos:

    A Rainha dos Baixinhos Xuxa com a motivacional “Tô De Bem Com A Vida”.

    E os majestosos Berlin com o megahit “Take My Breathe Away”. 

    Levantando as hastags os Reis Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Família é coisa que a gente não escolhe e Os Reis da Cultura Inútil dessa semana vem provar por A mais B que não existe um modelo a seguir. Contamos com a ajuda “profissional” da Doutora Fátima Gloria para ajudar os ouvintes a aceitarem suas famílias como elas são, afinal de contas todo clã tem seus casos e os mais cabeludos acontecem com todos, até nas “melhores” famílias.

    Contribuindo na conversa tivemos:

    Wandsu o Duque do Rio e do Maranhão.

    Paula a Condessa do Pantanal.

    Jeyme a Baronesa do Montese.

    Débora a Marquesa do Recife.

    Carmo a Viscondessa das Minas Gerais.

    Na participação musical contamos com:

    O já nobre Dudu Nobre com o clássico “A grande família”.

    E o Imperador da Paraíba Chico César com o hino “Mama África”.

    Na família real; Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Por amor, por aventura, na hora da alegria ou da raiva nunca sabemos o que somos capazes de fazer até o dia em que perdemos os freios e fazemos o que jamais imaginaríamos ser capazes. Os Reis da Cultura Inútil dessa semana querem saber: Que Loucuras você já foi capaz de fazer?

    Participam do épisodio:

    Raiany Sobreira Condessa do Juazeiro do Norte.

    Letícia Saraiva a Baronesa do Montese.

    Jéssica Dias a Viscondessa de Lisboa.

    Victória Emanuele Marquesa de um reino desconhecido.

    Jaminho Conde de terras incertas.

    Glaucia Salmito a Grã-duquesa do nosso Telegram.

    Can Rodrigues a Princesinha de São Paulo e Piauí.

    Aline Pinheiro a Condessa do Rio de Janeiro.

    Na parte musical tivemos:

    A Majestade Batista Lima com o sucesso “Fui eu”.

    Os Imperiais Roxette com o hit “It Must've Been Love (but it's over now)”. 

    E a Rainha do Axé Ivete Sangalo com a música “Poeira”.

    No comando dessa loucura os Reis de sempre Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Patterson.

  • Essa semana Os Reis da Cultura Inútil penetra o universo que existe entre a autoajuda e o para-choque dos caminhões. As frases motivacionais, as de efeito ou simplesmente as de zoeira que nos ajudam no dia-a-dia, seja para encerrar um assunto ou começar uma grande conversa. Dos grandes filósofos aos autores desconhecidos, de Clarisse Lispector a He-man.

    Participaram da palestrinha:

    Tayane Frota a Baronesa da Paraíba.

    Dryele Pereira autointitulada a Rainha das Minas gerais.

    Giancarlo o Conde de um reino incerto.

    Rogiane a Marquesa de Pires Ferreira.

    Ana Carla Rocha a Condessa do Cambéba.

    Julio Peixoto o Barão e Coach dos fracassos.

    Ana Marcene a Viscondessa de um reino desconhecido.

    Euriano Sales o Duque de um reino distante.

    Na parte musical tivemos:

    Os imperiais Só Pra Contrariar com o hit “Mineirinho”.

    A Majestade John Williams com “Schindler´s List Theme”.

    E a eternal Rainha dos Baixinhos Xuxa com “Lua de Cristal”

    Nas construções gramaticais os Reis de sempre Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Os Reis da Cultura Inútil chega ao episódio 20 com muitos motivos para comemorar, essa semana chegamos ao top dois dos podcasts de entretenimento, somos também o sexto mais ouvido na categoria humor e estamos entre os cem mais ouvidos do Brasil. Não temos palavras para expressar a alegria da corte e, como combinado, o episódio dessa semana será uma retrospectiva da última dezena de programas e contamos com uma participação muito especial. Batista Lima, cantor e compositor que nos embalou a frente da Banda Limão com Mel e em sua bem-sucedida carreira a solo. Cantamos, sorrimos e nos emocionamos com a história desse artista que não bastasse o talento que todos nós prestigiamos é também um ser humano fantástico. Um episódio que será um marco na nossa historia.

    Tivemos ainda a participação de Endric o Barão de Sorocaba e Dri Pereira a Condessa das Minas Gerais. 

    A frente do cortejo real as majestades; Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    E que venham mais vinte! Vida longa aos Reis!

  • Aqui entre nós, Os Reis da Cultura inútil dessa semana tem um babado para contar mas você tem que jurar que morre aqui. Você não sabe da maior… Toda fofoca boa começa assim e essa cultura do disse me disse é sem duvida um habito mundial até porque quem nunca falou de alguém pelas costas que atire o primeiro mexerico. 

    Este episódio contou com o disse-me-disse de:

    A corte Musical do Lambassaia com a música “Mulher Psicopata”. 

    Damaris do Anjos a Duquesa de Ancori e Messejana.

    Thiego Sena o Conde da Bahia e do Piauí.

    Selena a Baronesa de Goiás e do Maranhão.

    Moana Couto a Marquesa de Fortaleza.

    Vyrna a Grã-duquesa da Holanda.

    Ana Maria a Viscondessa do amor-próprio.

    Mery Ribeiro a ilustradora real do reino de Petrolina- Pernambuco.

    E a participação mas que especial da Imperatriz do jornalismo Helena Calil.

    E os Reis do tititi Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • Esquecer o nome de um conhecido, sair com a "breguilha" aberta, ser pego no flagra enquanto falava mal de alguém. Quem nunca? Essa semana o podcast está numa saia justa e pego de calças curtas. As situações constrangedoras, os micos e humilhações que todos nós já vivemos. É também a estreia de um quadro que não fica atrás quando o assunto é vergonha alheia; “Pague meu dinheiro” um espaço para os ouvintes cobrarem os devedores de maneira que não sobre dúvidas que o constrangimento é para todos.

    O episódio contou com a participação de:

    Aline Pinheiro a Condessa do Rio de Janeiro.

    Damaris dos Anjos Duquesa de Ancori.

    Glaucia Salmito a Porta-voz Real dos Reis.

    Heloísa Gama a Marquesa Carioca.

    Janny Soares a Baronesa da Bahia.

    Juliana Sofientini Viscondessa do Paraná.

    Madyson Mateus o Conde de Reriutaba.

    Patricia Santos de um reino por descobrir.

    A Rainha Rihana com o hit “Bitch better have my Money”.

    Nando Cordel o Rei da cobrança com “Pague meu dinheiro”

    E os Reis das gafes Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • De Luiz Gonzaga à Calcinha Preta, o forró fez um percurso que começou no Nordeste, ganhou o Brasil e se espalhou pelo mundo e há quem diga, por exemplo, que a palavra forró vem da expressão “For All”. Teorias a parte, a verdade é que com a estilização do ritmo, muitos sucessos das bandas que animam as festas pelo Brasil são na verdade versões de hits estrageiros e haja criatividade, “you” rima com tu e azul, pop vira baião e nesse intercambio cultural existe até uma tese de que na verdade são os gringos que criam versões dos clássicos do Forall World Music.

    Participam deste episódio:

    Bruno Eloy O Arquiduque Internacional da criatividade.

    Diego Bezerra o Príncipe do Mundo.

    Dudu Portela o Barão de parte incerta.

    Júnior Pafum o Conde Multifacetado de Fortaleza.

    Lucas Gurgel o Marquês da Cultura inútil.

    E “Renatin” o Visconde da Jurema.

    E curtimos as Músicas:

    Mastruz com Leite e “Meu Vaqueiro Meu Peão” e â€œFlor do Mamulengo”.

    Noda de Caju com “Sol do meu verão”, que é uma versão de “Dancing Queen” dos Abba.

    Banda A Favorita com “Só dá tu”, uma versão de "I Got You", da Bebe Rexha

    Adele com “Set fire to the rain”.

    Calcinha Preta com “Agora estou sofrendo”, que é uma versão de “Bleending Heart” dos Angra e também com “Faço chover”, que por sua vez é uma versão “It will rain” de Bruno Mars.

    Aviões do Forró com “Tenho medo”, uma versão de “Mirrors” de Justin Timberlake.

    E o Soberano Luiz Gonzaga com a “Ave Maria Sertaneja”.

    Na tradução simultânea os Reis de sempre Wladson Sidiney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    Pega o dicionário Inglês/Português e “camon baby”!

  • Quem tomou leite mugido, levou carreira de cachorro na rua, comeu que suou a testa, sentiu cheirinho de esterco e gostou, vai se identificar demais com o nosso episódio de hoje, forma muitas e ótimas histórias de coisas que acontecem no interior.

    Pra compor o elenco real desse momento delicioso de nostalgia trouxemos: Auristela Tavares, Brena Prado, Clayton Braga, Deisy Porto, Efigênia Ferreira, Gel Fidalga, Kelly Leal, Lais Menezes.

    Além dos Reis Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson

    Aproveite, se esbalde, acunhe e espalhe!

  • Se tem uma coisa que não escolhemos, e que nos acompanha por toda vida, é o nosso nome. As vezes a criatividade dos pais passam um pouco dos limites e seu nome acaba sendo difícil de escrever, de proferir e você acaba sendo tratado por um apelido que muitas vezes não tem nada a ver com o nome. Os Reis da Cultura Inútil essa semana fizeram uma pesquisa dos nomes mais exóticos e esdrúxulos já registrados no Brasil e partilhamos as nossas histórias de nomes próprios com os nossos ouvintes.

    São eles:

    Rafael Bonfim o Conde de Juazeiro-Bahia e Pato Branco-Paraná.

    Leruska Pinheiro a Imperatriz de Fortaleza-Ceará.

    Dalila Melo de um reino inserto.

    Os Magistrais Era com o hit “Ameno”.

    Gal Costa a Rainha da Bahia com “Meu nome é Gal”.

    E o Rei Fernando Mendes com “A desconhecida”.

    Soletrando os próprios nomes, os Reis de sempre; Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    Prazer, meu nome é…

  • O 14º episódio de Os Reis da Cultura Inútil é muito especial e inaugura uma rubrica que iremos repetir esporadicamente, o Consultório Sentimental. Ao longo de alguns dias, nossa produção recebeu inúmeras cartinhas com pedidos de ajudas relacionadas com as dores do coração e decidimos ajudar. Para tornar o episódio ainda mais especial tivemos a participação de uma “Profissional” da área, a “psicóloga”, “sexóloga” e “psiquiatra” Doutora Fátima Glória que usa o “sincericídio” como método de tratamento para o mal de amores. Então pega o seu caderninho para apontar todas as dicas e conselhos e não se esqueça de uma caixa de lencinhos pois se você não chorar de emoção, vai chorar de rir.

    A conversa foi embalada pelos sucessos:

     "From This Moment On" da Rainha Shania Twain,

    “Maria” de Dom Antonío Tingalero Martin, a sofrente “Base Batidão Romântica” da Majestade DJ Produtor e a "Theme from Dying Young" pelo Duque Kenny G.

    Na diretoria do consultório os imperiais Wladson Sidney, Jaime Rocha (de maneira subliminar) e Max Peterson.

    Para toda a corte, com Amor.

  • Não existe uma única pessoa no mundo que não tenha, ao menos uma vez na vida, se emocionado com um grande filme. Seja no escurinho do cinema ou no sofá de casa, a indústria cinematográfica nos fez sorrir, sonhar e chorar. Esse é o nosso assunto da semana, os filmes que marcaram gerações e até hoje são incontornáveis clássicos. As cenas marcantes, os detalhes de bastidores e tudo que você não precisava saber sobre a sétima arte.

    E os indicados ao Óscar de melhor participação são:

    Fabi Carloto a Imperatriz de São José dos Campos e Fortaleza.

    Heloísa Sapucaia a Baronesa de Maceió.

    Fernando Rios o “princeso” de São Paulo.

    Alessandra Ferreira a Grã-duquesa de Pacatuba – CE.

    Elma Abreu a Condessa de Maranguape.

    José Wellington o Conde de Paraipaba – CE.

    E na Categoria de melhor trilha sonora os indicados ao Óscar são:

    Os Reais The Righteous Bronthers com “Unchaid Melody”.

    Os Imperiais SaGRAMA com “presepada”

    E a Majestade da música Beethoven com “Für Elise” 

    Estrelando 3 homens e um segredo; Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    Corre que a luz já está apagando, pega teu balde de pipoca pois Os Reis da Cultura Inútil vai começar.

  • 12 é o número das badaladas que o sino dá quando vai começar a hora do terror nos filmes. É a meia-noite que as assombrações vêm atrás das almas dos mortais. No íntimo de cada ser humano existe um medo guardado, seja de espíritos, vivos ou mortos, ou de qualquer coisa que desperte o pavor adormecido no peito. Os Reis da Cultura Inútil estão espantados com tantos medos e fobias que vão de frades franciscanos à insetos indefesos, de políticos idosos à trilha sonora dos filmes, das histórias reais às lendas urbanas. Então se segure, não olhe pra trás, que o nosso trem fantasma vai partir.

    Nos acompanham nessa viagem assustadora:

    Leruska Pinheiro a Imperatriz de Fortaleza.

    Gabriela Nappo a Marquesa de Brasília.

    Alexandre Varela o Visconde de Iaçu.

    Cristina Santos a Duquesa da Bahia e Caraguatatuba.

    Carla Miranda a Condessa de Campina Grande.

    Inácia Silva a Baronesa de Crateús.

    E ainda na parte musical:

    O Imperial Toninho Alves com a canção original “Corisco”.

    O Rei do mangue Chico Science e a Real Nação Zumbi com o tema “Banditismo por uma questão de classe”

    A Majestade Vange Leonel com o seu megahit “Noite preta”

    E o Conde do Terror Wojciech Kilar com a música “the Beginning” da trilha sonora original do filme “Dracula de Bram Stoker”.

    No comando dessa locomotiva os Reis supremos do terror; Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    Pague para entrar, reze para sair!

  • Quem nunca? 

    Um namoro torto, um par de chifres, um casamento acabado ou um amor não correspondido. Independente de como foi, todo mundo já sofreu de amores. Já chorou rios de lágrimas ou bebeu mares de cerveja para roer pelo ser amado. Essa semana os Reis da Cultura Inútil vai falar da dor de cotovelo, daquele mal que todo mundo já viveu e se ainda não aconteceu logo-logo acontecerá porque quem tem coração uma hora ou outra vai passar por uma desilusão e a prova disso é que a sofrência hoje vende mais discos que a música romântica afinal de contas entre os apaixonados e os desiludidos a conta parece não fechar e “os dez por cento aumenta”.

    Sofreram connosco neste episódio:

    Graucia Salmito a Grã-duquesa do nosso telegram.

    Adriano o Conde de Maracanaú e da Cornualha. 

    Xorshe o Marquês de São Paulo e Jaguaribe.

    Jéssica Dias a Viscondessa de Lisboa.

    E o Barão Serge Gainsbourg com seu sussurrante clássico “Je t’aime moi non plus”

    E os seus conselheiros sentimentais e reais de sempre; Wladson Sydnei, Jaime Rocha e Max Petterson.

  • #10 – É um marco importante! Já contamos dez episódios e pensando nisso os Reis da Cultura Inútil dessa semana é mais que especial. É a nossa “DEZtrospectiva”, um apanhado de tudo que falamos até aqui e aproveitamos para reviver os assuntos que marcaram essa dezena. Para que a celebração fosse completa contamos com a participação mais que especial do engraçadíssimo Jardeson Cavalcante Humorista nota 10 mais conhecido como Titela um dos maiores bufões dessa corte do riso chamada: Ceará.

    Participaram ainda:

    Glenda Michele a Condessa carioca.

    Inácia a Baronesa de Crateus

    Telânia Alves de título e reino desconhecidos.

    E o duo franco-imperial Garou e Celine Dion com a “dezlubrante” canção “Sous le vent”.

    Revezando a camisa 10, capitaneando esse podcast os “inDEZpensávais” Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson! 

    E que venham mais Dez!

  • Alô, Alô! Terra chama lua! Terra Chama Lua! Alô, Alô marciano! E.T. Minha casa! Telefone!

    Os Reis da Cultura Inútil essa semana estão fazendo um contato imediato de terceiro grau com as vidas inteligentes fora da terra. É França, Portugal e Brasil tentando uma frequência modular com Marte, Júpiter e Saturno. E a lista de passageiros confirmados nessa nave é: 

    Lucas Caixeta o Conde de Lisboa.

    Jéssica Dias a Viscondessa de Lisboa.

    Karla Câmara a Marquesa de Fortaleza.

    Meire Kely a Baronesa de Limoeiro do Norte.

    André Guedes o Duque de Santa Catarina.

    Alef Gomes - Barão de Milagres.

    Elis Regina a Imperatriz da MPB com o clássico “Alô alô Marciano”.

    Raul Seixas o Conde do Rock com a estratosférica “S.O.S”.

    E os Interestelares Rádio Táxi com o hit “Eva”.

    Pilotando a calda desse cometa as Altezas Reais: Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.

    Com escala em Quixadá a viagem está preste a começar. Apertem os cintos. Para o alto e avante! E que a Força esteja com os Reis!

  • Quantas vezes me iludi, as vezes por inocência, muitas vezes por querer mesmo, quem nunca? Foram muitas as mentiras que você já acreditou? No nosso oitavo episódio relembramos e descobrimos mentiras que ainda hoje são contadas para nós.

    Participaram do nosso episódio:

    - O Conde Diego que não pode ver uma vergonha que quer passar;

    - A Arquiduquesa Glaucia Salmito que no varejo ou atacado se põe em situações difíceis de acreditar;

    - A Condessa Heolisa que presenciou um atentado fake; 

    - E os Reis Wladson Sidney, Jaime Rocha e Max Petterson.