Episodes

  • Com o intuito de realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura latino-americanos, realizou-se em 5 de maio a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”. Dividimos a publicação da mesa de acordo com a primeira rodada de falas. Para finalizar o bloco inicial, este episódio é com o relato de Anita Simis (ex-coordenadora do grupo de pesquisa EPICC da Intercom e ex-presidenta da Ulepicc-Brasil).

    Toda a live pode ser assistida em: https://www.youtube.com/watch?v=9ZhlYV-hkbo&t=102s

  • Seguindo a proposta de episódios mais curtos com temas factuais analisados com aporte teórico da EPC, neste episódio do Cutucando Dados, Gina Mardones analisa a polêmica do OnlyFans que no mês de agosto alvoroçou produtores e usuários, após a empresa ter anunciado o banimento de conteúdo sexual explícito de sua plataforma. O que está por trás dessas controvérsias e dessa dinâmica que só em 2020 movimentou mais de 300 milhões de reais para cofres do OnlyFans? Confira neste episódio do Cutucando Dados.
    Referências
    BOLAÑO, César. Indústria Cultural, informação e capitalismo. São Paulo: Hucitec/Polis, 2000.
    CHESNAIS, François. A mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.
    FUNG, Brian. Entenda por que o OnlyFans decidiu banir conteúdos sexualmente explícitos. CNN Business. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/entenda-por-que-o-onlyfans-decidiu-banir-conteudos-sexualmente-explicitos/
    RAVACHE, Guilherme. OnlyFans cresce 600%; pandemia, crise e mais de 300 milionários explicam. UOL Mercado. Disponível em: https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/mercado/onlyfans-cresce-600-pandemia-desemprego-e-novos-milionarios-explicam-56494
    SANTOS, Verlane Aragão. Um diálogo com os Estudos Culturais, a partir da EPC. Revista EPTIC, vol.21, n.2, p.93-105, mai-ago.2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/eptic/article/view/11504

  • Missing episodes?

    Click here to refresh the feed.

  • Em continuidade à série sobre teses e livros importantes para o subcampo da EPC brasileira, apresentamos neste episódio o livro "Informação, Conhecimento e Valor”, de Ruy Sardinha Lopes (USP), publicado em 2008 pela Radical Livros. Neste episódio, Manoel Dourado Bastos, Rafaela Martins, Gabriela Fernandes e Gina Mardones encerram as discussões da obra com os capítulos 3 e 4, além da conclusão.  

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Informação, Conhecimento e Valor, de Ruy Sardinha Lopes - (tese) https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-07022008-110412/publico/TESE_RUY_SARDINHA_LOPES.pdf / (livro) https://www.saraiva.com.br/informacao-conhecimento-e-valor-2592291/p

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Em continuidade à série sobre teses e livros importantes para o subcampo da EPC brasileira, apresentamos neste episódio o livro "Informação, Conhecimento e Valor”, de Ruy Sardinha Lopes (USP), publicado em 2008 pela Radical Livros. Neste episódio, Manoel Dourado Bastos, Rafaela Martins, Gabriela Fernandes e Gina Mardones tratam do capítulo 1 e 2, especificamente a fundamentação teórica e o debate em torno do conceito de conhecimento e informação.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Informação, Conhecimento e Valor, de Ruy Sardinha Lopes - (tese) https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-07022008-110412/publico/TESE_RUY_SARDINHA_LOPES.pdf / (livro) https://www.saraiva.com.br/informacao-conhecimento-e-valor-2592291/p

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • No oitavo episódio de Cutucando os Dados, Manoel Dourado Bastos trata do tema do ensino remoto durante a pandemia, endereçando especificamente a questão da adoção das aplicações do Google for Education pelas universidades. A análise se concentra na categoria de subsunção do trabalho intelectual. A partir da exposição de números sobre o uso de tecnologias digitais durante a pandemia para o ensino remoto, o episódio sugere uma avaliação do problema que se concentre não nos aspectos econômicos imediatos, incluindo os custos para as universidades oriundos dos contratos com as intermediárias que fornecem acesso às aplicações Google, mas com a própria forma social em que esse tipo de contrato se encontra.

    Fontes utilizadas

    A escola no mundo digital: Dados e Direitos dos estudantes. Disponível em: https://dadosestudantis.org.br/

    ALBUQUERQUE, Pedro. et al. Na era das máquinas, o emprego é de quem? Estimação da probabilidade de automação de ocupações no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA (Texto para Discussão, 2457), mar. 2019. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/190329_td_2457.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

    BOLAÑO, César. Indústria Cultural, informação e capitalismo. São Paulo: Hucitec/Polis, 2000.

    BOLAÑO, César. Trabalho intelectual, comunicação e capitalismo: A re-configuração do fator subjetivo na atual reestruturação produtiva. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Rio de Janeiro, n. 11, p. 53-78, dez. 2002.

    Ensino a distância se confirma como tendência. Inep. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/censo-da-educacao-superior/ensino-a-distancia-se-confirma-como-tendencia

    FUSARO, Willian C. UEL contrata pacote Google for Education para ensino remoto. O perobal. Disponível em: https://operobal.uel.br/educacao/2021/07/08/google-education-uel-contrato-completo-de-software/

    KUBOTA, Luis; MACIENTE, Aguinaldo. Propensão à automação das tarefas ocupacionais no Brasil. Brasília: Radar/IPEA, ed. 61, pp. 23-28, 2019, dez. 2019. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/radar/191213_radar_61_art4.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

    Painel TIC COVID-19 - Pesquisa sobre o uso da internet no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus. 3ª edição: Ensino remoto e teletrabalho. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/2/20201104182616/painel_tic_covid19_3edicao_livro%20eletr%C3%B4nico.pdf

  • Com o intuito de realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura latino-americanos, realizou-se em 5 de maio a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”.  Dividimos a publicação da mesa de acordo com a primeira rodada de falas. Este episódio é com o relato de Arthur Bezerra (vice-coordenador do grupo de trabalho Política e Economia da Informação da Ancib).

    Toda a live pode ser assistida em: https://www.youtube.com/watch?v=9ZhlYV-hkbo&t=102s

  • Continuando a série sobre os textos nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre a tese "Reestruturação capitalista e mundo do trabalho nas telecomunicações brasileiras: a firma-rede e as novas configurações do trabalho no Serviço Telefônico Fixo Comutado no Estado de São Paulo”, de Verlane Aragão Santos (UFS). O texto foi defendido em 2007, no Programa de Doutorado em Desenvolvimento Econômico da UFPR.

    Neste episódio, Gina Mardones, Guilherme Bernardi e Júlio Arantes (UFAL) voltam para tratar dos capítulos 4, 5 e 6 da tese.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Tese "Reestruturação capitalista e mundo do trabalho nas telecomunicações brasileiras: a firma-rede e as novas configurações do trabalho no Serviço Telefônico Fixo Comutado no Estado de São Paulo”, de Verlane Aragão Santos - http://www.economia.ufpr.br/Teses%20Doutorado/18%20%20VERLANE%20ARAGAO%20SANTOS.pdf

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Continuando a série sobre os textos nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre a tese "Reestruturação capitalista e mundo do trabalho nas telecomunicações brasileiras: a firma-rede e as novas configurações do trabalho no Serviço Telefônico Fixo Comutado no Estado de São Paulo”, de Verlane Aragão Santos (UFS). O texto foi defendido em 2007, no Programa de Doutorado em Desenvolvimento Econômico da UFPR. 

    Neste primeiro episódio, Gina Mardones, Guilherme Bernardi e Júlio Arantes (UFAL) abordaram os capítulos 1, 2 e 3. Na próxima semana, a bancada voltará a se reunir para falar sobre a parte final da tese, os capítulos 4, 5 e 6.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Tese "Reestruturação capitalista e mundo do trabalho nas telecomunicações brasileiras: a firma-rede e as novas configurações do trabalho no Serviço Telefônico Fixo Comutado no Estado de São Paulo”, de Verlane Aragão Santos - http://www.economia.ufpr.br/Teses%20Doutorado/18%20%20VERLANE%20ARAGAO%20SANTOS.pdf

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Com o intuito de realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura latino-americanos, realizou-se em 5 de maio a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”.  Dividimos a publicação da mesa de acordo com a primeira rodada de falas. Este episódio é com o relato de Daniela Monje (coordenadora do grupo de EPICC da Clacso e vice-coordenadora do grupo de EPC da Alaic).

    Toda a live pode ser assistida em: https://www.youtube.com/watch?v=9ZhlYV-hkbo&t=102s

  • No sétimo Cutucando os Dados, Willian Casagrande Fusaro traz uma análise sobre os recentes protestos em Cuba, motivados pela crise sanitária da pandemia do novo coronavírus e pela situação de crise evidenciada na Ilha. A partir do referencial teórico da Economia Política da Comunicação, o episódio explica as relações entre o bloqueio estadunidense, a crise econômica e social cubana e o papel das big techs, como Google, Amazon e o Facebook no cenário. O episódio é uma continuação do sexto Cutucando os Dados, no qual foi exposto a situação da pré-internet em Cuba, dos anos 1970 até os anos 2010. Nesta edição, serão discutidos os aplicativos e tecnologias desenvolvidas nos anos 2010 até a entrada do Google e do YouTube na Ilha, fatores importantes para se compreender a situação de “guerrilha digital” pela qual o país passa desde o dia 11 de julho, com o início dos protestos na cidade de San Antonio de los Baños.

    Fontes utilizadas:

    HABEL, Janete. Raul Castro a La Hora de las Decisiones. Ediciones Universidad de Salamanca. America Latina Hoy, 52, 2009. P. 91-105

    O Panorama da Internet em Cuba e a Chegada do Google à Ilha. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/repam/article/view/26972/25252. Acesso em 18 de maio de 2021.

    BRITO, Anidelys Rodríguez. La Ruta de Internet en Cuba. Disponível em: https://www.periodismodebarrio.org/internetencuba/2018/04/13/la-ruta-de-internet-en-cuba/. Acesso em: 18 de maio de 2021.

    BOLAÑO, César. Indústria Cultural, Informação e Capitalismo. São Paulo: Hucitec/Pólis. 2000.

    Podcast Cutucando Dados #6. A Internet em Cuba. Disponível em: https://anchor.fm/jogando-dados/episodes/Cutucando-os-Dados-6---A-internet-em-Cuba-e11na24

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Na quinta-feira (8/07), estreamos nosso canal no YouTube com uma live sobre como podemos compreender a barrigada da Folha no caso das "vacinas vencidas" e o jornalismo lavajatista pela perspectiva da Economia Política da Comunicação (EPC). Além da bancada do programa, contamos com a presença de Carlos Figueiredo (UFS).

    Link para ver a live no YouTube: https://youtu.be/xEEDPb6LixE

    Link com os prints utilizados na exposição do caso: https://drive.google.com/file/d/1tDre9cVdKeMnhoWNdVBEDRC_07rOeHCm/view?usp=sharing

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Se inscreva em nosso canal no YouTube - Jogando Dados no YouTube

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Nesta quinta-feira (8), às 15h, o Jogando Dados, podcast sobre Economia Política da Comunicação (EPC), estreará seu canal no YouTube com uma live sobre como podemos compreender a barrigada da Folha no caso das "vacinas vencidas" e o jornalismo lavajatista pela perspectiva da EPC. Além da bancada do programa, contaremos com a presença de Carlos Figueiredo (UFS).

    O Jogando Dados foi criado em 2020 como um podcast produzido pela parceria dos Grupos de Pesquisa CUBO/UEL (Economia Política da Comunicação e Crise do Capitalismo) e CEPCOM/UFAL (Crítica da Economia Política da Comunicação). Agora, estamos também no YouTube. Por isso, inscrevam-se no canal, ativem as notificações e acompanhem a live e as próximas novidades que virão por aí.

    Ative o lembrete para não perder a live de quinta-feira (8): https://youtu.be/xEEDPb6LixE

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

  • Continuando a série sobre os textos que nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre o livro “A lógica do capital-informação: a fragmentação dos monopólios e a monopolização dos fragmentos num mundo de comunicações globais”, de Marcos Dantas. Para o episódio, estamos utilizando a 2ª edição de 2002, que conta com o acréscimo de um prefácio a esta edição. Nesta segunda parte, Gabriela Fernandes Silva, Guilherme Bernardi e Manoel Dourado Bastos (UEL) tratam dos capítulos restantes do livro, além do prefácio à 2ª edição.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Livro "A lógica do capital-informação: a fragmentação dos monopólios e a monopolização dos fragmentos num mundo de comunicações globais", de Marcos Dantas - https://www.estantevirtual.com.br/livros/marcos-dantas/a-logica-do-capital-informacao/3959213159

    Livro "Trabalho com informação: valor, acumulação, apropriação nas redes do capital", publicado em 2012 a partir da dissertação de Marcos Dantas - http://marcosdantas.com.br/conteudos/2016/03/04/trabalho-com-informacao-valor-acumulacao-apropriacao-nas-redes-do-capital/

    Podcasts "Antitrust in America" - https://www.npr.org/sections/money/2019/03/20/704426033/antitrust-in-america

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Continuando a série sobre os textos que nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre o livro “A lógica do capital-informação: a fragmentação dos monopólios e a monopolização dos fragmentos num mundo de comunicações globais”, de Marcos Dantas. Para o episódio, estamos utilizando a 2ª edição de 2002, que conta com o acréscimo de um prefácio a esta edição. Nesta semana, Gabriela Fernandes Silva, Guilherme Bernardi e Manoel Dourado Bastos (UEL) tratam da apresentação à 1ª edição ao capítulo 5, abordando também o 7, o 10 e o 11.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Livro "A lógica do capital-informação: a fragmentação dos monopólios e a monopolização dos fragmentos num mundo de comunicações globais", de Marcos Dantas - https://www.estantevirtual.com.br/livros/marcos-dantas/a-logica-do-capital-informacao/3959213159

    Livro "Trabalho com informação: valor, acumulação, apropriação nas redes do capital", publicado em 2012 a partir da dissertação de Marcos Dantas http://marcosdantas.com.br/conteudos/2016/03/04/trabalho-com-informacao-valor-acumulacao-apropriacao-nas-redes-do-capital/ 

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Com o intuito de realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura latino-americanos, realizou-se em 5 de maio a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”.  Dividimos a publicação da mesa de acordo com a primeira rodada de falas. Este episódio é com o relato de César Bolaño (UFS).

    Toda a live pode ser assistida em: https://www.youtube.com/watch?v=9ZhlYV-hkbo&t=102s

    Ouça a fala de Ruy Sardinha Lopes (USP), publicada no "Dados na Mesa #30", em: https://anchor.fm/jogando-dados/episodes/Dados-na-Mesa-30---Importncia-dos-grupos-de-EPICC---Ruy-Sardinha-Lopes-e12k3ln

  • Com o intuito de realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura latino-americanos, realizou-se em 5 de maio a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”.  Dividimos a publicação da mesa de acordo com a primeira rodada de falas. Este episódio é com o relato de Ruy Sardinha Lopes (USP).

    Toda a live pode ser assistida em: https://www.youtube.com/watch?v=9ZhlYV-hkbo&t=102s

  • Continuando a série sobre os textos nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre a tese “Capitalismo contemporâneo, mercado brasileiro de televisão por assinatura e expansão transnacional”, de Valério Cruz Brittos. O texto foi defendido em 2001, no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da UFBA. Neste episódio, Júlio Arantes, Anderson Santos e Willian Casagrande voltam para tratar dos temas presentes nos capítulos 4, 5 e 6.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Tese "Capitalismo contemporâneo, mercado brasileiro de televisão por assinatura e expansão transnacional", de Valério Cruz Brittos - http://eptic.com.br/wp-content/uploads/2015/05/ok2tese_valbri1.pdf

    Artigo "Aportes teórico-conceituais de Valério Cruz Brittos à Economia Política da Comunicação", de César Bolaño e Anderson Santos - http://revista.ibict.br/liinc/article/view/5120

    Artigo "Quem transmite o jogo?: A disputa TVA X Grupo Globo na TV fechada dos anos 1990", de Anderson Santos - https://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-0042-1.pdf

    Artigo jornalístico "Globo chegou a anunciar criação de canal chamado 'ESPN FOX SPORTS' há 20 anos", de Allan Simon - https://allansimon.com.br/2020/01/13/globo-chegou-a-anunciar-criacao-de-canal-chamado-espn-fox-sports-ha-20-anos/

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com

  • Na sexta edição do Cutucando os Dados, Willian Casagrande Fusaro nos traz um panorama histórico do início e do desenvolvimento da internet em Cuba. Mais do que uma reflexão a respeito da democracia e da liberdade de expressão e acesso a conteúdos na Ilha, o episódio traz uma discussão sobre o avanço tecnológico, impulsionado principalmente por estratégias militares no contexto da Guerra Fria. Dos anos pré-internet, em 1970 até o começo da década de 2010, o país apresenta uma introdução controversa e diferenciada em relação aos outros países do Caribe, com muitos avanços e retrocessos, causados pela conjuntura interna e externa, desde questões relacionadas à censura e conflitos políticos até a marcha da globalização com a entrada dos anos 1990 e a queda da União Soviética.

    Fontes utilizadas:

    HABEL, Janete. Raul Castro a La Hora de las Decisiones. Ediciones Universidad de Salamanca. America Latina Hoy, 52, 2009. P. 91-105

    O Panorama da Internet em Cuba e a Chegada do Google à Ilha. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/repam/article/view/26972/25252. Acesso em 18 de maio de 2021.

    BRITO, Anidelys Rodríguez. La Ruta de Internet en Cuba. Disponível em: https://www.periodismodebarrio.org/internetencuba/2018/04/13/la-ruta-de-internet-en-cuba/. Acesso em: 18 de maio de 2021.

  • Continuando a série sobre os textos nós consideramos clássicos da EPC brasileira, o episódio de hoje é sobre a tese “Capitalismo contemporâneo, mercado brasileiro de televisão por assinatura e expansão transnacional”, de Valério Cruz Brittos. O texto foi defendido em 2001, no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da UFBA. 

    Neste primeiro episódio, foram abordados os capítulos 1, 2 e 3. Daqui a duas semanas, no dia 2 de junho, a bancada voltará a se reunir para falar sobre a parte final da tese, os capítulos 4, 5 e 6.

    Abertura: Pelo Telefone (Donga)

    Encerramento: Pela Internet (Gilberto Gil)

    Referências:

    Tese "Capitalismo contemporâneo, mercado brasileiro de televisão por assinatura e expansão transnacional", de Valério Cruz Brittos - http://eptic.com.br/wp-content/uploads/2015/05/ok2tese_valbri1.pdf

    Artigo "Aportes teórico-conceituais de Valério Cruz Brittos à Economia Política da Comunicação", de César Bolaño e Anderson Santos - http://revista.ibict.br/liinc/article/view/5120

    Curta nossa página no Facebook - http://fb.me/JogandoDadosPodcast

    Nos siga no Twitter - @jogandodadospod

    Nos siga no Instagram - @jogandodadospodcast

    Email para contato - jogandodadospod@gmail.com 

  • Sempre de olho nas últimas notícias, neste episódio do Cutucando Dados trazemos algumas discussões sobre a escassez mundial no mercado dos semicondutores, mais conhecidos como "chips" eletrônicos. Com a pandemia, o aumento do consumo de aparelhos relacionados à microeletrônica como celulares, computadores, televisores,  video-games; bem como a demanda por servidores webs mais potentes, geraram uma busca desenfreada pelos semicondutores que são componentes essenciais de todo esse aparato. Quais os fundamentos dessa crise e quais os subsídios teóricos podem nos ajudar a compreender esse fenômeno? Para responder essas e outras questões, Gina Mardones trata do tema no quinto episódio da série.  

    Fontes utilizadas

    ARRIGHI, Giovanni; SILVER, Beverly J. Caos e Governabilidade no moderno sistema mundial. Rio de Janeiro: Contraponto; Editora UFRJ, 2001.

    CNN Brasil Business -  Falta de chips afeta o mundo todo- e Brasil importa 90% do que consome: https://www.cnnbrasil.com.br/business/2021/05/09/falta-de-chips-afeta-o-mundo-todo-e-brasil-importa-90-do-que-consome

    GALA, Paulo. Como o governo de Taiwan crisou a TSMC, maior fabricante de semicondutores do mundo. Economia e Finanças. https://www.paulogala.com.br/como-o-estado-criou-a-tsmc-maior-fabricante-de-semicondutores-do-mundo/

    Jogando Dados #10 – A subsunção do trabalho intelectual, com César Bolaño: https://open.spotify.com/episode/3sHVfd6o4P97HqM1JyUjzH

    Tecnocast #187 – A crise global de chips:  https://open.spotify.com/episode/781X3hIuD8ZRAtpzUwXLTm

    WALLERSTEIN, Immanuel. O sistema mundial moderno: a agricultura capitalista e as origens da economia-mundo eropeia no seculo XVI. Porto: Edições Afrontamento, 1974.