Episodes

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é o filme “Passagem”, disponível da Apple TV+. A obra conta a história de Lynsey (Jennifer Lawrence), uma jovem militar norte-americana que estava lutando no Afeganistão quando sofreu uma grave lesão na cabeça. Para conseguir se recuperar com o devido acompanhamento médico, ela foi mandada para casa. Mas o seu retorno não é nada fácil. Lynsey luta para se adaptar à rotina comum enquanto apresenta claros sinais de trauma e ansiedade devido às experiências da guerra.

    Aperta o play e vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO
    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, por muito tempo, as substâncias psicodélicas foram associadas apenas como responsáveis por alucinações e viagens mentais. Mas, recentemente, elas voltaram a ser estudadas com um novo propósito: o tratamento de doenças psiquiátricas.

    No passado, entre os anos 1950 e 1960, já eram feitas pesquisas sobre os efeitos dos psicodélicos no tratamento de distúrbios mentais. E esses estudos aconteciam, principalmente, em países da Europa e nos Estados Unidos. Mas a campanha de guerra contra as drogas intensificada nos anos 1970 pelo então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, colocou um freio nesses estudos. Naquela época, o uso recreativo se espalhou na contracultura e foi visto como uma ameaça ao poder.

    Hoje, com mais liberdade para a pesquisa, comunidades científicas ao redor do mundo estão tendo de correr atrás do tempo. Vale dizer que o interesse no uso de psicodélicos para o tratamento de transtornos psiquiátricos não é à toa. A gente sabe que a saúde mental no mundo vem piorando ao longo das últimas décadas.

    A pesquisa mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o tema, de 2017, revelou que só a depressão afeta 300 milhões de pessoas no mundo, o equivalente a 4,4% da população global.

    Dois estudos publicados nos últimos anos reforçam ainda mais a defesa da administração de psicodélicos associados à psicoterapia. O primeiro foi publicado na Nature Medicine e mostrou a reversão do diagnóstico de estresse pós-traumático em 67% dos pacientes tratados com MDMA. O segundo, publicado na New England Journal of Medicine, atestou o bom desempenho da psilocibina, encontrada em cogumelos, para reduzir a depressão.

    A retomada das pesquisas e a liberação para estudos controlados já evidencia o que vem sendo chamado por especialistas de uma “Renascença Psicodélica".

    A gente sabe que ainda temos um caminho longo para a estruturação de mais estudos clínicos extensos sobre o tema, mas foi pra entender o que já sabemos hoje, qual a posição do Brasil nesses estudos, onde avançamos e o que esperar do futuro dessa combinação do uso de psicodélicos no tratamento da saúde mental que decidimos falar sobre esse tema neste episódio.

    Para mergulhar de cabeça nesse assunto, Cris Bartis e Ju Wallauer conversam com o cientista Sidarta Ribeiro, mestre em biofísica, doutor em comportamento animal pela Universidade Rockefeller, pós-doutor em neurofisiologia pela Universidade Duke, professor titular de neurociência e fundador e vice-diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Também participa do programa Adana Omágua Kambeba, médica indígena, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pertencente ao povo Kambeba, também conhecidos como Omágua, que significa o Povo das Águas, habitantes da Amazônia brasileira, peruana e colombiana.

    Observação: antes de ouvir o episódio, um aviso. Nenhuma das informações a seguir, em nenhuma circunstância, deve ser usada como recomendação médica. Para isso, sempre consulte um médico. O uso indiscriminado de algumas das substâncias sobre as quais falaremos a seguir podem levar a sérias consequências a sua saúde. Recomendamos cautela.

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    SADIA

    A Sadia é uma marca parceira em todos os momentos, do café da manhã ao jantar, do dia a dia àquela data especial. E agora, durante os jogos do mundial, você também pode contar com Sadia quando pensar naquele petisco delicioso para servir durante todos os jogos.

    A marca tem uma variedade de produtos que trazem muito sabor e praticidade à sua vida. Tem presunto, salame, nuggets, pizza, linguiça toscana, salsicha, lasanha bolonhesa e muitos outros produtos com várias possibilidades de preparo!

    É por isso que o Mamilos e a Sadia querem tornar os jogos do mundial um momento ainda mais inesquecível. É ano de hexa, é hora de se unir pra torcer e pra comemorar esse evento que a gente tanto ama e só acontece de quatro em quatro anos.

    E pra melhorar o clima, a Sadia disponibilizou em seu site a receita de mini quiches Lorraine, com o salame mais vendido do Brasil, o da Sadia, um prato mais sofisticado para impressionar os convidados!

    Não é atoa que a Sadia é líder na categoria de Salame Granel em 2021 e também no primeiro semestre de 2022, de acordo com a Nielsen.

    E se você também quer um petisco pra comer com a galera na sua casa, não fique só na vontade também, acesse o site da Sadia e confira essas e outras receitas em: www.sadia.com.br/receitas.

    Nesse mundial não importa sua rotina, sua torcida pede Sadia.

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Missing episodes?

    Click here to refresh the feed.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura é o documentário “Racionais: Das Ruas de São Paulo Pro Mundo”, disponível na Netflix. O filme é dirigido por Juliana Vicente e mostra a origem e ascensão do grupo formado por Mano Brown, Ice Blue, KL Jay e Edi Rock. A obra conta a história do quarteto em cima de cenas de mais de três décadas de carreira e entrevistas com os quatro integrantes.

    Aperta o play e vem se emocionar com a gente!

    _____

    FALE CONOSCO
    . Email: [email protected]


    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS
    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o programa de hoje é de utilidade pública. Se você já caiu em um golpe digital e quer se prevenir melhor ou se nunca caiu, mas morre de medo, e quer boas dicas, o episódio de hoje é para você.

    Afinal, quem nunca caiu em um golpe online, certamente conhece alguém que foi vítima. Tem quem já teve sua conta de banco hackeada, há também quem foi roubado e se viu desesperado porque o assaltante começou a mexer nos aplicativos de banco, a fazer empréstimos, compras, transferências.

    E quem acabou caindo na conversa de um golpista que se passou por um familiar ou amigo pedindo dinheiro no Whatsapp? Para quem é golpista, o céu é o limite para a criatividade.

    O Brasil foi o país mais afetado por tentativas de roubo de dados pessoais e financeiros de pessoas na internet ao longo de 2020, segundo uma pesquisa realizada pela Kaspersky. De acordo com o levantamento, o percentual de usuários brasileiros que tentaram abrir links enviados para roubar dados pelo menos uma vez representa 19,9% dos internautas do país. Em segundo lugar no ranking vem Portugal (19,7%), seguido da França (17,9%), Tunísia (17,6%), Camarões (17,3%) e Venezuela (16,8%).

    Mas o que faz o nosso país ser tão atrativo para esse tipo de crime? De quem é a culpa pelos brasileiros estarem tão vulneráveis aos golpes?

    No programa de hoje, a gente vai entender como esses golpes acontecem, como podemos nos proteger como pessoa física e quais as políticas públicas que podem nos ajudar.

    Cris Bartis e Ju Wallauer conversaram com a jornalista Cris De Luca, editora do The Shift, com mais de 30 anos de experiência na produção de conteúdo multiplataforma sobre o mercado de Tecnologia da Informação e da Comunicação e Marcelo Lau, especialista em cibersegurança, professor de Segurança da Informação e Coordenador Acadêmico do MBA em Cibersegurança da FIAP. Também é CEO da Data Security, empresa que fornece serviços de perícia computacional e segurança da informação.

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    SADIA

    A Sadia é uma marca parceira em todos os momentos, do café da manhã ao jantar, do dia a dia àquela data especial

    E agora, durante os jogos do mundial, você também pode contar com Sadia quando pensar naquele petisco delicioso para servir durante todos os jogos.

    A marca tem uma variedade de produtos que trazem muito sabor e praticidade à sua vida.

    Tem presunto, salame, nuggets, pizza, linguiça Toscana, salsicha, lasanha bolonhesa e muitos outros produtos com várias possibilidades de preparo!

    Nesse mundial não importa sua rotina, sua torcida pede Sadia.

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é a série “Recomeço”, disponível na Netflix, que é inspirada na história real de Tembi Locke, descrita no livro “From Scratch: A Memoir of Love, Sicily, and Finding Home”, de 2019. Em oito episódios, a produção conta uma história de amor que ultrapassa as barreiras culturais. No centro do enredo está Amy Wheeler (interpretada por Zoe Saldaña), uma americana que vai estudar na Itália e se apaixona por Lino, um chef de cozinha siciliano.

    Aperta o play e vem se emocionar com a gente!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, vocês já abriram as suas plataformas de streaming favoritas e se depararam com uma inundação de indicações de conteúdo que contam como crimes reais aconteceram? Feminicídios, crimes em série, desaparecimentos e até mesmo assassinatos infantis são alguns dos variados temas abordados nessas histórias, que em sua maioria, bebem muito de um conteúdo jornalístico. A gente sabe que esse tipo de conteúdo não é novidade. Mas é inegável que o gênero true crime está cada vez mais popular no Brasil e no mundo.

    Recentemente, muitas pessoas se mobilizaram nas redes sociais para comentar sobre o assassinato da atriz Daniela Perez por conta da minissérie Pacto Brutal, da HBO Max. Outra produção que também gerou muitos comentários foi a série "Dahmer: Um Canibal Americano", da Netflix, que desde sua estreia já foi vista por mais de 190 milhões de pessoas

    Mas o que será o que buscamos ao assistir crimes cometidos há anos atrás enquanto ainda hoje esse tipo de crime continua sendo cometido cotidianamente? O crescimento dessas produções, em diferentes mídias, nos leva a questionar: estamos consumindo esse conteúdo para nos sentirmos mais alertas sobre os perigos do mundo ou consumir esses conteúdos nos faz acreditar que o mundo seja muito perigoso?

    No episódio, Cris Bartis e Ju Wallauer buscam entender o que existe por trás do fascínio por histórias de crimes reais? Para responder essa pergunta, elas conversam com Carol Moreira, uma das criadoras do podcast Modus Operandi e co-autora do livro Modus Operandi - guia de true crime, com Mabê Bonafé, a escritora Paula Febbe, que tem sete livros publicados que tratam da perversão e psicose, faz mestrado em Psicologia Criminal pela Universidad Europea Del Atlántico e apresenta podcasts de terror e true crime, e o sociólogo Wellington Lopes, educador e coordenador do Núcleo XI de Agosto de Educação, Cultura e Direitos Humanos da UNEafro Brasil.

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    GSK

    Para diminuir a propagação de doenças no Brasil e no mundo, a imunização coletiva é essencial.

    É por isso que a GSK convidou o Mamilos para fazer esse programa esclarecedor sobre a meningite meningocócica, que é uma doença grave e que pode ser prevenida através da vacinação. De 2019 a 2022, foram mais de mil casos dessa doença aqui no Brasil.

    A meningite é uma doença séria que pode deixar sequelas para vida toda ou até mesmo causar a morte em até 24 horas. Além disso, é uma doença que pode afetar pessoas de todas as faixas etárias, incluindo bebês, crianças e adolescentes.

    A vacinação é a principal forma de prevenção contra a doença. Além de manter ambientes ventilados e limpos, evitar aglomerações e compartilhamento de objetos. Hoje, existem vacinas para a prevenção dos cinco principais sorogrupos que existem no Brasil: A, B, C, W e Y.

    A biofarmacêutica GSK é uma empresa global que pesquisa, desenvolve e fabrica vacinas e medicamentos especializados nas áreas de Doenças Infecciosas, HIV, Oncologia e Imunologia/Respiratória. Tem como propósito unir ciência, tecnologia e talento para vencer as doenças e impactar a saúde global.

    Informação e prevenção são sempre as melhores alternativas para um futuro com menos doenças, né, Cris?

    É isso. Converse com seu médico sobre as formas de prevenção contra a meningite e acesse o site juntos contra a meningite (juntoscontrameningite.com.br).

    _____

    CASA FLORESTA

    Em setembro deste ano, o Instituto Socioambiental, o ISA, lançou a série “Casa Floresta” em formato podcast, para espalhar informação e a diversidade de vozes para o Brasil.

    Em seis episódios, o projeto leva convidados de diferentes partes do país a viver e refletir sobre as lutas e as belezas de povos indígenas, quilombolas e ribeirinhos em seus territórios.

    O objetivo é levar ao ouvinte experiências nas comunidades para provocar reflexões sobre a diversidade, economia, modos de vida, conhecimento ancestral e o pensamento de povos e comunidades tradicionais como inspiração para um futuro melhor.

    Nos episódios, os convidados visitam comunidades em territórios no Rio Negro, Xingu, Araguaia e Vale do Ribeira e convivem com as lutas e belezas de seus povos.

    Todos os episódios de 'Casa Floresta' já estão disponíveis nos tocadores Spotify, Apple Podcast, Deezer e Castbox.

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é o filme “Argentina, 1985”, destaque do catálogo do Amazon Prime Video, que vem fazendo muito sucesso entre a crítica e o público. A obra é inspirada na história real dos promotores Julio Strassera e Luis Moreno Ocampo, uma dupla que se dedicou a investigar e processar a sangrenta ditadura militar argentina, em 1985. A dupla reuniu uma equipe jurídica para enfrentar a influência dos militares na época.

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamilândia, o nosso papo de hoje é sobre autoestima. O Brasil está entre os países com o maior número de realizações de cirurgias plásticas no mundo. Com aproximadamente 1,5 milhão de cirurgias ao ano, a quantidade de procedimentos estéticos já é maior do que nos Estados Unidos e no México, em segunda e terceira posição, respectivamente. Os dados são de um estudo divulgado pela plataforma de descontos CupomValido, que reuniu números da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

    Mas o que exatamente a gente procura com esse investimento todo em procedimentos estéticos? É se sentir bem, bonita, segura e confiante? Nas redes sociais, a pauta do momento é que é importante a gente se amar. A gente sabe dessa importância, mas como é que se constrói isso?

    No programa de hoje, Cris Bartis e Ju Wallauer levam essa conversa para além do raso e para além da beleza. Como ter uma relação de respeito, cuidado e apreciação por nós mesmos? Como essa construção pode impactar a nossa vida? Como a nossa história molda quem somos, os buracos que carregamos e orientam nossas escolhas, ainda que a gente não perceba?

    Participam da conversa a atriz Bruna Linzmeyer, a influenciadora digital Juliana Luziê e a Ana Cecília Magtaz, psicanalista e doutora em Psicologia Clínica.

    Relaxa os ombrinhos, abre a mente e vamos juntas!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    DOVE

    Esse programa é um oferecimento Dove, marca que sempre teve nas mulheres reais uma inspiração.

    A gente sabe que toda mulher tem o direito de se sentir confiante com seu próprio corpo, mas muitas vezes, padrões de beleza podem gerar inseguranças e impedir que elas alcancem todo o seu potencial.

    Uma pesquisa feita por Dove mostra que 9 em cada 10 mulheres acreditam que existe um ideal de beleza para as axilas, que seria sem odores, sem pelos, macia e sem manchas.

    É por isso que Dove acredita e defende a aceitação do próprio corpo como um caminho para desafiar os estereótipos e celebrar o que torna as mulheres únicas.

    Cada axila é única e precisa do melhor cuidado, sejam elas com pelos, sem pelos, manchadas, com cicatrizes ou sem. E Dove tem uma fórmula exclusiva com 1/4 de creme hidratante enriquecido com óleo protetor, que garante proteção e cuidado para as axilas.

    Não existem axilas perfeitas porque a beleza real é única e diversa. Seja bonita como você é.

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, vocês já ouviram aquele ditado, que diz assim: a alegria é maior quando partilhada? Hoje, a gente vai falar sobre um tema que atravessa muitas pessoas que estão nas redes sociais: afinal, estamos vivendo ou apenas produzindo conteúdo? A felicidade só vale se for compartilhada em nosso feed ou nos stories? Se viveu e não postou, não vale de nada?

    Aí é fila em confeitaria instagramável, em exposição instagramável, em show instagramável. É celular bloqueando a visão em momentos históricos e é sufoco se a bateria acaba no meio da festa. Afinal, se a gente não puder contar pra ninguém, se não restar testemunhos para posteridade, será que vivemos a experiência?

    Claro, a gente já fazia isso bem antes do celular, com os analógicos diários e álbuns de fotografia. Mas, agora, o "detalhe" que muda essa equação são os algoritmos. Que tornam as nossas experiências em um ranking, e através de incentivos sociais bem arquitetados, vão nos induzindo a expor cada vez mais, de formas cada vez mais elaboradas, nossas vidas.

    E essa é uma pressão que afeta não só quem vive de criar conteúdo para as redes, os famosos influenciadores digitais, mas também comerciantes e profissionais liberais, que dependem de divulgar seus serviços e produtos, de estabelecer uma clientela para tornar sua vida digital ativa.

    Afinal, a gente escolhe médico vendo o conteúdo que ele publica, nutricionista e até advogado. Nessa toada, será que todo mundo vai ter que ser produtor de conteúdo para conseguir se manter no mercado?

    Como a gente faz para separar o tempo que nos dedicamos para criar conteúdo online, dos momentos de desconexão, de esquecer dos outros? Como desconectar do wi-fi e conectar no agora, no instante, e viver plenamente a experiência que está acontecendo ao vivo?

    Para responder essas perguntas complexas, Cris Bartis e Ju Wallauer conversam com um trio que vai nos ajudar a encontrar algumas respostas. Participam do Mamilos de hoje Caco Bapt, publicitário, artista e um dos participantes do “Como Crescer - guia para lembrar de cuidar de si enquanto estiver tentando crescer na internet”, uma espécie de guia de sobrevivência para que pessoas que trabalham como criadoras de conteúdo e Juliana Costa, jornalista, doutoranda em Estudos de Mídia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e pesquisadora de identidade e práticas jornalísticas, redes sociais digitais e teoria do jornalismo. Também integra o time de especialistas a jornalista Daniela Arrais, sócia-fundadora da Contente, um método de criação de conteúdo para uma vida com mais significado.

    Abre a mente, se desconecta um pouco e vem com a gente para essa reflexão!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    GSK

    Para diminuir a propagação de doenças no Brasil e no mundo, a imunização coletiva é essencial.

    É por isso que a GSK convidou o Mamilos para fazer esse programa esclarecedor sobre a meningite meningocócica, que é uma doença grave e que pode ser prevenida através da vacinação. De 2019 a 2022, foram mais de mil casos dessa doença aqui no Brasil.

    A meningite é uma doença séria que pode deixar sequelas para vida toda ou até mesmo causar a morte em até 24 horas. Além disso, é uma doença que pode afetar pessoas de todas as faixas etárias, incluindo bebês, crianças e adolescentes.

    A vacinação é a principal forma de prevenção contra a doença. Além de manter ambientes ventilados e limpos, evitar aglomerações e compartilhamento de objetos. Hoje, existem vacinas para a prevenção dos cinco principais sorogrupos que existem no Brasil: A, B, C, W e Y.

    A biofarmacêutica GSK é uma empresa global que pesquisa, desenvolve e fabrica vacinas e medicamentos especializados nas áreas de Doenças Infecciosas, HIV, Oncologia e Imunologia/Respiratória. Tem como propósito unir ciência, tecnologia e talento para vencer as doenças e impactar a saúde global.

    Informação e prevenção são sempre as melhores alternativas para um futuro com menos doenças.

    Converse com seu médico sobre as formas de prevenção contra a meningite e acesse o site juntos contra a meningite: http://www.juntoscontrameningite.com.br

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é o filme “Uma Garota de Muita Sorte”, disponível na Netflix, e baseado no livro de Jessica Knoll. A obra acompanha Ani FaNelli, uma nova-iorquina bem-sucedida que parece ter tudo: uma posição de prestígio em uma revista e um casamento dos sonhos no horizonte.

    Mas quando o diretor de um documentário policial a convida para contar sua versão sobre um chocante acidente que aconteceu quando ela ainda era só adolescente, ela é forçada a enfrentar uma verdade sombria e traumas de seu passado, que aos poucos são introduzidos na trama na forma de flashbacks de sua adolescência.

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o programa de hoje é sobre qual é o limite da privacidade. Será que o entendimento do que é público e do que é privado mudou muito ao longo dos anos?

    Você já parou para pensar como a ideia do que é privacidade se transformou com o passar do tempo? Com as redes sociais e com uma sociedade cada vez mais conectada, a autoexposição se naturalizou bastante, uma vez que se tornou comum mostrar a vida privada no espaço público e ter como prêmio a visibilidade.

    Mas a sensação que dá é que a gente teve uma mudança muito rápida no que é comum mostrar para o outro. Quantas vezes você já viu alguém publicar algo na internet e teve a sensação de que aquilo merecia um tratamento privado?

    Antes, o que a gente mantinha só pra gente, dividia com amigos mais próximos ou até com a família, hoje tornou-se tornou comum dividir com o mundo inteiro, é como se a nossa máscara pública mudasse muito rápido e o borramento entre as fronteiras do público e do privado fosse cada vez maior.

    E essa mudança parece ser muito geracional, afinal, os limites de privacidade parecem mudar de acordo com cada geração. No caso de pais adolescentes, por exemplo, a impressão que dá é que se a gente não se atualizar um pouco sobre o que significam essas modificações, não dá acompanhar essa geração ao ponto de exercitar os novos códigos.

    Qual a régua que divide o público do privado nas redes sociais? Quais são os códigos de hoje e o que se tornou comum? Como lidar com uma geração que ao mesmo tempo que celebra a exibição de si, reivindica o direito à privacidade?

    Para responder essas perguntas complexas, Cris Bartis e Ju Wallauer conversam hoje com a escritora e jornalista Pollyana Ferrari, pesquisadora em Comunicação Digital, com pós-doutorado em Comunicação pela Universidade Beira Interior (UBI), de Portugal, e professora do programa Tecnologias da Inteligência e Design Digital da PUC-SP, e com o psicanalista Pedro de Santi, professor da ESPM, com especializações em teoria psicanalítica e em cultura material e consumo.

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    GSK

    Para diminuir a propagação de doenças no Brasil e no mundo, a imunização coletiva é essencial.

    É por isso que a GSK convidou o Mamilos para fazer esse programa esclarecedor sobre a meningite meningocócica, que é uma doença grave e que pode ser prevenida através da vacinação. De 2019 a 2022, foram mais de mil casos dessa doença aqui no Brasil.

    A meningite é uma doença séria que pode deixar sequelas para vida toda ou até mesmo causar a morte em até 24 horas. Além disso, é uma doença que pode afetar pessoas de todas as faixas etárias, incluindo bebês, crianças e adolescentes.

    A vacinação é a principal forma de prevenção contra a doença. Além de manter ambientes ventilados e limpos, evitar aglomerações e compartilhamento de objetos. Hoje, existem vacinas para a prevenção dos cinco principais sorogrupos que existem no Brasil: A, B, C, W e Y.

    A biofarmacêutica GSK é uma empresa global que pesquisa, desenvolve e fabrica vacinas e medicamentos especializados nas áreas de Doenças Infecciosas, HIV, Oncologia e Imunologia/Respiratória. Tem como propósito unir ciência, tecnologia e talento para vencer as doenças e impactar a saúde global.

    Informação e prevenção são sempre as melhores alternativas para um futuro com menos doenças, né, Cris?

    É isso. Converse com seu médico sobre as formas de prevenção contra a meningite e acesse o site juntos contra a meningite.

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é o filme brasileiro “Marte Um”, obra do diretor e roteirista mineiro Gabriel Martins que foi a indicada pela Academia Brasileira de Cinema para disputar uma vaga no Oscar 2023 na categoria de Melhor Filme Internacional.

    A trama conta os sonhos e frustrações de uma família de pessoas negras de classe média baixa: os pais Tércia e Wellington (Rejane Farias e Carlos Francisco) e dos irmãos Deivinho e Eunice (Cícero Lucas e Camila Damião).

    No filme, o zelador Wellington quer que o filho seja jogador de futebol, mas o menino sonha em ser astronauta e ir para Marte. Já a estudante de direito Eunice quer ir morar com a namorada. A dona de casa e diarista Tércia tem um colapso nervoso no meio desse terremoto familiar. Os conflitos de geração, raça, classe social e gênero do Brasil estão todos refletidos na família.

    Aperta o play e vem com a gente mergulhar nessa história!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, em março deste ano, a cantora Anitta atingiu o primeiro lugar no Top 50 Global do Spotify com a música “Envolver”, marcando a primeira vez na história que um brasileiro chega ao topo das paradas da plataforma.

    A gente já fez um Mamilos Cultura celebrando as conquistas dela, mas nem só de confete segue sua carreira. Sempre polêmica, as performances de Anitta reacenderam um debate que não é nada novo: "Ela faz tanto sucesso por causa das músicas boas, porque canta bem, tem talento para dançar ou é por apenas colocar o corpo pra jogo?

    Pra gente, brasileira média, é libertador assistir uma mulher afirmar que vai rebolar a raba sim nos maiores palcos do mundo? Ou só reforça um roteiro surrado no qual o papel das mulheres é servir ao olhar masculino, em que a gente existe como objeto de desejo e não como sujeito?

    Claro que essa discussão vai muito além da música. Atrizes, celebridades e até políticas quando usam o capital sexual para impulsionar suas carreiras são questionadas. Tem quem celebre a liberdade e o empoderamento sexual, tem quem só veja objetificação.

    Afinal, qual é o problema de uma mulher usar seu capital sexual para atrair audiência, fama e dinheiro? Quanto desse movimento é resultado das mulheres aprendendo a explorar o sistema - que sempre faturou alto em cima dos nossos corpos - e quanto disso é só uma nova forma de sermos exploradas? Questionar como a erotização impacta a cultura é moralismo? Sempre que uma mulher balançar a raba está reafirmando sua liberdade?

    A gente sabe que não há respostas simples para essas perguntas complexas. Mas para entender o cenário de hoje, Ju Wallauer e Cris Bartis recrutaram um time diverso de mulheres fortes e cheias de opinião para nos ajudar a explorar esse tema.

    Participam desse episódio Rosane Borges, jornalista, com pós-doutorado em Ciências da Comunicação, professora colaboradora do grupo de pesquisa Estética e Vanguarda (ECA-USP) e integrante do grupo de pesquisa Teorias e Práticas Feministas (Unicamp/USP), a jornalista Maria Irenilda Pereira, repórter do Núcleo de Criação Multimídia, do Jornal Estado de Minas e Carmen Carvalho, pesquisadora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e colaboradora da campanha pelos Direitos Humanos das Mulheres.

    Vamos juntas!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    ACCENTURE

    Este episódio contou com uma coluna especial do Mamilos com apoio da Accenture.

    Você já parou para pensar como as finanças descentralizadas, também conhecidas como DeFi, podem transformar o mercado financeiro?

    Diferente das finanças tradicionais, o DeFi não requer instituições financeiras para intermediar qualquer tipo de produto ou serviço, o que torna o sistema muito mais eficiente, disponível e acessível para os usuários.

    De olho nesse rápido desenvolvimento do DeFi, a Accenture preparou um relatório com detalhes do que esperar das finanças descentralizadas no presente e no futuro.

    Com experiência e expertise nesse mercado, a Accenture mergulhou nessa jornada ao DeFi para te ajudar em qualquer uma das etapas nesse processo de transição.

    E a companhia aponta o Brasil como mercado potencial para o DeFi por conta do sucesso de outras iniciativas de disrupção tecnológica do sistema financeiro tradicional, como o Pix.

    Para mais detalhes sobre os impactos e a preparação das empresas para DeFi, acesse o relatório completo: https://www.accenture.com/br-pt/insights/banking/financas-descentralizadas?c=acn_glb_metaeconomyglobo_13208138&n=spc_0922

    _____

    AGÊNCIA ANA COUTO

    Desde 2015, a Agência Ana Couto, especializada em branding, criou um espaço para profissionais e estudantes: a LAJE. Essa plataforma de conteúdo e aprendizagem oferece uma série de cursos online.

    A plataforma foi criada para conectar profissionais a uma comunidade cheia de oportunidades de crescimento e troca, acelerar carreiras, instrumentalizar talentos com cursos, conteúdos, experiências que trazem impacto real para sua vida.

    Entre os principais cursos, estão: "Branding Aplicado”, para aprender como aplicar no seu dia a dia o método proprietário que a Ana Couto usa com seus clientes, o “Brand Insider”, que abre os bastidores dos gestores de branding e mostra como estes profissionais atuam no dia a dia e mostra boas práticas que você pode aplicar imediatamente na sua realidade.

    São cursos com uma oportunidade real de networking, os alunos recebem mentoria de profissionais mega reconhecidos e experientes. trocam com outros alunos de todo brasil, muitos inclusive que já estão inseridos em grandes marcas.

    Gostou? Nos cursos da LAJE, ouvinte do Mamilos tem 15% de desconto usando o cupom B915!
    As inscrições se encerram em breve.

    Acesse o site aqui: https://site.laje-ac.com.br/

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é a primeira temporada da série original da Netflix “Uma Advogada Extraordinária”. O dorama conta a história de Woo Young Woo (Park Eun Bin), que é uma advogada de 27 anos com transtorno do espectro autista (TEA).

    Na história, ela é contratada por um dos escritórios mais conceituados da Coreia do Sul e demonstra ter memória fotográfica de todas as leis, o que acaba sendo uma grande vantagem para o time em que atua.

    Em cada episódio, o espectador acompanha o desenrolar de um processo jurídico, com personagens que variam de acordo com o caso e o tema.

    Aperta o play e vem com a gente mergulhar nessa história!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, há décadas estamos observando uma tendência de nos enclausuramos dentro de nossas casas. A rua é perigosa, é suja, é barulhenta e é cansativa. Por outro lado, o sofá é protegido, aconchegante e com o celular na mão, temos acesso ao mundo todo. Por que sair, então?

    Quando a pandemia de Covid-19 chegou e proibiu os encontros, a gente já estava nesse ritmo. Pra piorar, ainda enfrentamos um acirramento da polarização, com opiniões radicais se chocando só com mediação dos algoritmos que nos dividem.

    Mas por causa da pandemia, não teve abraço, carinho ou beijinho pra temperar esse tranco. Não teve dançar ou comemorar um gol no meio da multidão, pra dar uma aliviada. Mas sobrou medo e raiva. Raiva das escolhas dos outros que impactavam nossa vida. Cansaço e frustração por ter que explicar e defender o que para alguns era óbvio.

    No meio do caos a gente se perguntava: quando vamos voltar ao normal? A vacina chegou, aos poucos os protocolos de segurança foram se flexibilizando e permitindo aberturas. Mas e a gente? Saímos explodindo de vida e desejo, doidos pra recuperar o tempo perdido? Alguns, mas nem todos.

    Apesar da pandemia ter sido um trauma coletivo, ela afetou cada um de nós de maneira diferente. Não é surpreendente que muitos de nós estejam se sentindo socialmente "enferrujados". Temos ouvido muitos amigos se perguntarem: será que eu tô com fobia social?

    Para entender o cenário de hoje, Ju Wallauer e Cris Bartis conversam nesse episódio com Ivani Oliveira, psicóloga e mestre em Psicologia Social pela PUC-SP e Heribaldo Maia, historiador e mestrando em filosofia e formação psicanalítica na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    ACCENTURE

    Este episódio contou com uma coluna especial do Mamilos com apoio da Accenture.

    Você já parou para pensar como as finanças descentralizadas, também conhecidas como DeFi, podem transformar o mercado financeiro?

    Diferente das finanças tradicionais, o DeFi não requer instituições financeiras para intermediar qualquer tipo de produto ou serviço, o que torna o sistema muito mais eficiente, disponível e acessível para os usuários.

    De olho nesse rápido desenvolvimento do DeFi, a Accenture preparou um relatório com detalhes do que esperar das finanças descentralizadas no presente e no futuro.

    Com experiência e expertise nesse mercado, a Accenture mergulhou nessa jornada ao DeFi para te ajudar em qualquer uma das etapas nesse processo de transição.

    E a companhia aponta o Brasil como mercado potencial para o DeFi por conta do sucesso de outras iniciativas de disrupção tecnológica do sistema financeiro tradicional, como o Pix.

    Para mais detalhes sobre os impactos e a preparação das empresas para DeFi, acesse o relatório completo: https://www.accenture.com/br-pt/insights/banking/financas-descentralizadas?c=acn_glb_metaeconomyglobo_13208139&n=spc_0922

    _____

    AGÊNCIA ANA COUTO

    Há mais de 25 anos, a Agência Ana Couto desenvolve estratégias de marca e publicidade para criar um alinhamento perfeito entre marca, negócio, comunicação e cultura.

    Em 2015, a Agência Ana Couto, que é especializada em branding, criou um espaço para fomentar a cultura de Branding e Inovação no Brasil: a LAJE, uma plataforma de conteúdo e aprendizagem que oferece uma série de cursos online, feitas com profissionais que são referências no Brasil e em parceria com grandes marcas como Ambev, iFood, Fiat.

    A Laje é focado em profissionais interessados em marketing, branding e comunicação e inovação, que buscam método, networking e querem ganhar experiência e conexões que os ajude em suas carreiras.

    Já pensou em aprender junto com profissionais que já trabalham nas marcas que você admira? A comunidade de alunos da Laje é assim, cheia de profissionais talentosos que logo viram amigos e criam oportunidade uns para os outros

    As últimas turmas do ano começam semana que vem. Não perca tempo para se inscrever nos cursos de branding e ou de inovação da Laje. Ouvinte do mamilos tem 15% de desconto usando o cupom B915!

    Para mais informações sobre a Laje, é só acessar https://site.laje-ac.com.br/

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é a experiência de Ju Wallauer ao visitar o Círio de Nazaré, uma manifestação religiosa católica em devoção a Nossa Senhora de Nazaré, que ocorre todos os anos em Belém, no Pará. O evento voltou a promover romarias presenciais depois de dois anos de pandemia, quando não houve procissão oficial na festa católica. Neste ano, com o tema “Maria, Mãe e Mestra”, a 230ª edição do Círio de Nazaré homenageou a padroeira da Amazônia.

    Aperta o play e vem entender como acontece esse evento capaz de conectar tantas pessoas!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • No dia 2 de outubro, os brasileiros foram às urnas votar na eleição mais polarizada de todos os tempos. E o resultado não poderia ser diferente: tivemos a maior concentração de votos desde a redemocratização. No domingo mesmo, a gente já sabia o resultado. Mas a contagem final dos votos veio na última terça-feira (4), quando o Tribunal Superior Eleitoral atingiu a marca de 100% das urnas apuradas.

    Ao fim da contagem, o resultado entre os dois principais candidatos ficou assim: Lula recebeu 57,25 milhões de votos, um total de 48,43%, e Bolsonaro, 51 milhões de votos, um total de 43,20%. Juntos, os dois candidatos receberam mais de 108 milhões de votos, somando 91,63% do total. Mas vale dizer também que os candidatos Ciro Gomes e Simone Tebet, que foram menos representativos nessa disputa presidencial, somaram mais de 8,5 milhões de votos, tendo Ciro 3% e Tebet 4,2%.

    O que queremos saber é: de onde vão sair os votos decisivos nesse segundo turno? Para onde vão os votos dos candidatos que saíram derrotados? Será que os eleitores vão seguir o que os candidatos sinalizarem de apoio? É melhor virar voto de quem já decidiu ou é melhor apostar em quem nem sequer foi votar?

    Qual o melhor eleitorado para investir nessas três semanas de campanha: jovens? Mulheres? Quem votou nulo ou quem votou em branco? Qual a melhor estratégia? Ou melhor, quais as melhores estratégias? Se Lula se deu bem no Nordeste, é melhor garantir que o cenário se repita com foco da campanha por lá? Ou melhor focar onde perdeu para tentar recuperar?

    Nos bastidores das duas campanhas, o clima é de final de copa do mundo e as movimentações políticas já são intensas. Na sociedade, nós, eleitores, continuamos nos perguntando: como virar voto se depois de quatro anos parece não haver mais um novo argumento para apresentar pra pessoa que vai fazer ela mudar de opinião? O que mais precisa ser dito? O que mais precisa ser mostrado? O que mais afasta do que convence?

    No programa de hoje, Ju Wallauer e Cris Bartis, para tentar responder essas perguntas conversam com um trio de peso: Ana Freitas, especialista em redes sociais, Marcio Black, cientista político e um experiente ativista, e Carmen Silva, uma líder comunitária inspiradora e agora suplente a deputada estadual em São Paulo.

    Vamos juntos!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é a oitava e última temporada da série “Brooklyn Nine-Nine” ou “Brooklyn 99”, disponível na Netflix. A trama se passa na unidade 99 da NYPD, departamento de polícia de Nova York, e conquistou o público trazendo personagens caricatos que divertiam enquanto combatiam o crime.

    Criada por Dan Goor e Michael Schur, conhecidos por “Parks & Recreation” e “The Office”, a obra, que acompanha o detetive Jake Peralta e seus colegas, tornou-se uma das séries de comédia mais populares que foram ao ar na televisão nos últimos anos. Para a última temporada, Brooklyn 99, escolheu abordar de forma mais intensa questões sociais que acontecem no universo policial dos Estados Unidos.

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.
    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, em todo o território nacional existem brasileiros trabalhando, sonhando e criando um novo projeto de país, um Brasil em que os objetivos do Milênio serão alcançados não em um futuro distante, mas logo ali, em 2030.

    Um Brasil sem desigualdade de raça, de gênero, social, em que a loteria do nascimento não determina nosso futuro. Um Brasil com soberania alimentar e segurança hídrica, com desenvolvimento sustentável produzindo riqueza sem destruir a biodiversidade. Um Brasil com educação, saúde e trabalho de qualidade para todos, com cidades democráticas, seguras, resilientes e sustentáveis. Essa é a ambição da Agenda 2030.

    Tivemos a oportunidade de ouvir 55 palestrantes e painelistas que constroem esse futuro no SDG in Brazil, um evento que acontece durante a Assembleia Geral da ONU em Nova York.

    O Mamilos foi convidado pelo Pacto Global da ONU para planejar o conteúdo e também mediar algumas mesas que discutiram temas como liderança, saúde mental, salário digno, justiça climática, finanças verdes e capitalismo consciente, descarbonização, sistemas alimentares, além das questões indígenas e das favelas brasileiras.

    No programa de hoje, vamos ouvir quem estuda e encontra soluções e também empresas que já estão implementando mudanças, assumindo e compromissos públicos na Agenda 2030 para acelerar o cenário.

    E como vários palestrantes falaram em inglês, a gente vai ouvir a voz delas mais baixinha no áudio e a tradução do discurso sendo narrada pela prata da casa do B9. Convidamos a nata do Braincast para estar conosco: Carlos Merigo e Bia Fiorotto

    Aperta o play e vem com a gente!

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    AGÊNCIA ANA COUTO

    Desde 2015, a Agência Ana Couto, referência em branding no Brasil, criou um espaço para profissionais e estudantes: a LAJE. Essa plataforma de conteúdo e aprendizagem oferece uma série de cursos online.

    Em outubro deste ano, a plataforma, que já acelerou o crescimento centenas de profissionais, vai realizar a próxima edição do “Branding Aplicado”, seu curso mais desejado, em que os alunos aprendem os principais conceitos sobre branding e o método que Ana Couto aplica com seus clientes, marcas incríveis como Havaianas, Natura, Ambev, Fiat e muitas outras.

    No curso, que é teórico e prático, você vai aprender os principais conceitos de Branding, sendo capaz de identificar o que constrói e o que destrói valor em qualquer marca nos dias de hoje e vai colocar tudo isto em prática para desenvolver em grupo, o branding de uma empresa real.

    Além da Ana Couto e dos VPs, os alunos serão acompanhados pelos times da agência, sendo eles especialistas em estratégia, criação, conteúdo, experiência e comunicação. Sem contar que entram para uma comunidade com profissionais incríveis, espalhados pelo Brasil e pelo mundo. São 9 semanas de muita troca, mão na massa e muito networking.

    É uma super oportunidade para quem quer aprender mais sobre branding e para quem está pensando em dar um up na carreira. Os alunos já saem do curso com um case e um certificado super reconhecido pelo mercado para colocar no currículo.

    Gostou? Ouvinte do Mamilos também tem 15% desconto usando o cupom B915!

    Para mais informações sobre as inscrições desse curso e sobre a Laje, é só acessar o site da descrição.

    Acesse: https://bit.ly/3qOSqei

    _____

    ACCENTURE

    Este episódio contou com uma coluna especial do Mamilos com apoio da Accenture.

    A gente sabe que a nova dinâmica econômica global e o avanço da tecnologia abriram portas e fez muita gente perceber que as finanças como a gente conheceu antigamente nunca mais serão as mesmas.

    Hoje, começamos a nossa jornada de conhecimento a partir de um termo que transformou a economia mundial: o bitcoin. É a partir dessa moeda virtual que a digitalização e descentralização das finanças globais ganham força.

    Mas você já parou para pensar como as finanças descentralizadas, também conhecidas como DeFi, podem transformar o mercado financeiro?

    Diferente das finanças tradicionais, o DeFi não requer instituições financeiras para intermediar qualquer tipo de produto ou serviço, o que torna o sistema muito mais eficiente, disponível e acessível para os usuários.

    De olho nesse rápido desenvolvimento do DeFi, a Accenture preparou um relatório com detalhes do que esperar das finanças descentralizadas no presente e no futuro.

    Com experiência e expertise nesse mercado, a Accenture mergulhou nessa jornada ao DeFi para te ajudar em qualquer uma das etapas nesse processo de transição.

    E a companhia aponta o Brasil como mercado potencial para o DeFi por conta do sucesso de outras iniciativas de disrupção tecnológica do sistema financeiro tradicional, como o Pix.

    Para mais detalhes sobre os impactos e a preparação das empresas para DeFi, acesse o relatório completo: https://www.accenture.com/br-pt/insights/banking/financas-descentralizadas?c=acn_glb_metaeconomyglobo_13208139&n=spc_0922

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    Equipe Mamilos

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Helô D’Angelo.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.

  • Mamileiros e mamiletes, o que inspira o Mamilos Cultura dessa semana é o filme “O Homem do Norte”, que tem direção de Robert Eggers, um dos diretores mais interessantes da atualidade, que também dirigiu A Bruxa (2015) e O Farol (2019). A trama do mais recente filme é baseada na obra de Shakespeare e relembra a saga dos vikings. A obra gira em torno da saga de vingança do príncipe Amleth (Alexander Skarsgård), que quando criança, vê seu pai, o rei Aurvandil (Ethan Hawke), ser morto pelas mãos do próprio irmão, Fjölnir, o Sem-Irmão (Claes Bang). Esse fato molda completamente a sua personalidade, e por isso, ele promete vingar o pai, salvar a mãe e matar o novo rei.

    _____

    FALE CONOSCO

    . Email: [email protected]

    _____

    CONTRIBUA COM O MAMILOS

    Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda participa do nosso grupo especial no Telegram. É só R$9,90 por mês! Quem assina não abre mão.

    https://www.catarse.me/mamilos

    _____

    EQUIPE MAMILOS

    Mamilos é uma produção do B9
    A apresentação é de Cris Bartis e Ju Wallauer.
    Pra ouvir todos episódios, assine nosso feed ou acesse mamilos.b9.com.br
    Quem coordenou essa produção foi a Beatriz Souza.
    Com a estrutura de pauta e roteiro escrito por Eduarda Esteves.
    A edição foi de Mariana Leão e as trilhas sonoras, de Angie Lopez.
    A capa é de Thallini Milena.
    A coordenação digital é feita por Agê Barros, Carolina Souza e Thallini Milena.
    O B9 tem direção executiva de Cris Bartis, Ju Wallauer e Carlos Merigo.
    O atendimento e negócios é feito por Rachel Casmala, Camila Mazza, Greyce Lidiane e Telma Zenaro.